Versão Beta

Cerca

Vatican News
Taizé, Hong kong Taizé, Hong kong 

Comunidade de Taizé: quinze mil jovens em Hong Kong

“Nova etapa da ‘Peregrinação da Confiança sobre a terra’ promovida pela comunidade de Taizé. Quinze mil jovens em Hong Kong”

Hong Kong

Jovens cristãos estão participando, em Hong Kong, de 8 a 12 de agosto, do encontro promovido, todos os anos, pela Comunidade Ecumênica de Taizé, em nível mundial.

A “Peregrinação da Confiança sobre a Terra” conta, nestes dias, com a participação de mais de quinze mil jovens asiáticos e de outros países.

Ao centro deste encontro estão a oração comum, momentos de silêncio, meditação e cânticos, reflexão bíblica, experiências pessoais, hospitalidade e situação das comunidades cristãs locais.

"Vivemos esta iniciativa - escrevem em uma mensagem líderes cristãos de Hong Kong - como um sinal de fé, esperança e amor, tão necessário hoje para o nosso mundo e para Hong Kong, em particular para promover justiça, reconciliação e paz. Devemos educar nossos jovens nesse sentido, para que possam contribuir para transformar a sociedade. Este evento - continua a mensagem - é uma oportunidade para abrir novos caminhos de fé, esperança e amor. O encontro é uma grande oportunidade para os jovens receberem e compartilharem a fé com outros jovens".

Entre os conferencistas do encontro destacamos, entre outros, o Arcebispo Paul Kwong, primaz anglicano de Hong Kong; o Cardeal John Tong Hon, Bispo de Hong Kong; o reverendo So Shing Yit Eric, presidente do Conselho Cristão de Hong Kong.

Uma jovem católica chinesa, Peggy Hui, disse à Agência Fides: "Meu coração exulta de alegria. Eu não vejo a hora de poder encontrar todo mundo. Em Hong Kong se vive um ritmo acelerado e frenético. O encontro de Taizé convida-nos a parar, meditar e a viver a vida com um coração simples e nos recorda que podemos estar em plena comunhão com os nossos irmãos e irmãs na Ásia".

Desde a sua fundação, a comunidade, com uma abordagem ecumênica, promove a paz e a justiça através da oração e da meditação.

"A peregrinação da confiança - explicou o irmão Alois, prior da Comunidade Ecumênica de Taizé, - é, antes de tudo, um encontro com Cristo ressuscitado e com os outros. Através da oração comum, todos se colocam à disposição de Deus. Com a partilha e a hospitalidade, todos aceitam superar as fronteiras e as diferenças para acolher e enriquecer-se mutuamente".

A Comunidade Ecumênica de Taizé tornou-se um dos lugares mais importantes de peregrinação Cristã no mundo. De fato, mais de cem mil jovens de todos os continentes visitam esta Comunidade, todos os anos, para rezar, ler e meditar sobre a Bíblia, trabalhar juntos e compartilhar suas experiências de maneira fraterna.

(L'Osservatore Romano)

10 agosto 2018, 14:38