Cerca

Vatican News
Conferência Regional dos Missionários da Consolata no Brasil Conferência Regional dos Missionários da Consolata no Brasil 

XII Conferência Regional dos Missionários da Consolata no Brasil

A conferência conta com a participação de pelo menos 50 missionários que trabalham em várias atividades, no Brasil.

Cidade do Vaticano

Teve início, nesta segunda-feira (16/07), com uma programação planejada para cinco dias, a XII Conferência Regional dos Missionários da Consolata no Brasil. O encontro está sendo realizado na Casa Regional dos missionários no Jardim São Bento, zona norte da cidade de São Paulo.

A conferência conta com a participação de pelo menos 50 missionários que trabalham em várias atividades, no Brasil. Como expressão de unidade com os demais missionários, participam da conferência os padres Stefano Camerlengo e Jaime Carlos Patias, superior e conselheiro gerais, respectivamente.

Caminhada histórica do Instituto Missões Consolata

Os participantes foram acolhidos na sala de reuniões onde participaram de um momento de espiritualidade. Este momento fez com que os presentes pudessem fazer uma caminhada histórica do Instituto Missões Consolata no Brasil, desde o ano de 1937 até o ano de 2017, ocasião em que foi celebrado, em Roma, o XIII Capítulo Geral de onde todos os missionários receberam os desafios da reestruturação e reanimação.

Padre Aquiléo Fiorentini, superior regional, em chave vocacional inspirando-se no Evangelho de Marcos pediu aos participantes que como Jesus chamou os que ele quis, também cada um dos participantes deveria se sentir chamado a participar da missão de Jesus através do carisma da consolação. Que de uma forma ou de outra, é uma forma dos missionários participarem do projeto de Deus. Padre Aquiléo lembrando as constituições do Instituto citou que a Conferência é em si um ato jurídico. Mas, como família é um momento celebrativo com a possibilidade de avaliar e programar a caminhada e os trabalhos que vem sendo levados a cabo pelo Instituto no Brasil.

Padre Aquiléo também agradeceu à comissão preparatória da Conferência. Por fim, convocou todos a participarem com afinco. Estava assim, oficialmente, aberta a XII Conferência Regional do Brasil.

O primeiro dia da Conferência também serviu para os padres Stefano, Jaime e Robério Crisóstomo partilharem com os participantes sobre a experiência do CAM 5, realizado em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, dos dias 9 a 14 de julho.

Animar a Igreja na América Latina para a missão universal

Para padre Jaime, o CAM 5 teve como objetivo animar a Igreja na América Latina para a missão universal. Padre Stefano disse que o CAM 5 serviu para entender que não podemos continuar fazendo a missão sozinhos, devemos abrir-nos ao trabalho junto aos leigos e finalmente, o CAM 5 lembra-nos da importância da presença, como Instituto, no Continente América. Neste sentido, “o Continente não pode fechar-se a si mesmo”, disse.

O primeiro dia de trabalhos terminou com a celebração da eucaristia. Padre Stefano como presidente máximo da Conferência presidiu a celebração. Segundo ele, presidia aquela eucaristia, primeiro em ação de graças pelo aniversário do padre Carlos Ferreira. Segundo, pela importância do Brasil no conjunto da caminhada do Instituto no Continente América.

A propósito da festa de Nossa Senhora do Carmo* celebrada naquele dia, padre Stefano lembrou a todos uma frase do Bem-aventurado José Allamano dita aos missionários: “o nome que vocês levam devem incentivá-los para tornar o que vocês devem ser”.

Os missionários da Consolata estarão reunidos até o próximo dia 21.

*Nossa Senhora do Carmo. Esta festa quer recordar a beleza do Carmelo, onde o profeta Elias defendeu a fé no único Deus de Israel. No século XII, alguns eremitas constituíram nesse monte uma ordem de vida contemplativa, os Carmelitas, sob o patrocínio da Virgem Maria. Esta festa é celebrada no dia em que, segundo a tradição carmelita, Nossa Senhora, numa visão, entregou o escapulário do Carmelo a São Simão Stock, primeiro geral da ordem. O título “do Carmo” recorda a herança espiritual do profeta Elias, contemplativo e incansável defensor do único Deus de Israel.

Do Paulo Mzé, imc, diretor da revista Missões

 

19 julho 2018, 16:39