Versão Beta

Cerca

Vatican News
Desfile em Bab Sharqui, próximo a Damasco, na festa da Ressurreição Desfile em Bab Sharqui, próximo a Damasco, na festa da Ressurreição  (ANSA)

Líbano sedia primeira convenção internacional de jovens sírio-católicos

450 jovens sírio-católicos, de 18 a 35 anos, provenientes de 18 países diferentes, participam no Líbano da primeira Convenção Internacional da Juventude da Igreja Católica Siríaca

Cidade do Vaticano

O "método" usado por Cristo para atrair para si os homens e mulheres de todos os tempos é o mesmo que ele usou em seus encontros com os primeiros apóstolos: "Vinde e vede" (Jo 1, 39). E estas mesmas palavras do convite de Jesus são o fio condutor da primeira Convenção Internacional da Juventude da Igreja Católica Siríaca, que nestes dias está se realizando no mosteiro de Nossa Senhora da Luz em Faytrun, no Líbano, e que conta com a participação de 450 jovens sírio-católicos, de 18 a 35 anos, provenientes de 18 países diferentes.

Compartilhar esperança

 

O encontro - escreveu o Patriarca sírio-católico de Antioquia Mar Ignace Youssef III Younan - foi concebido como uma oportunidade para compartilhar com os jovens sírio-católicos provenientes de todo o mundo, a esperança "pela renovação da comunidade cristã no Espírito Santo", mas também para repropor a "riqueza do patrimônio, da língua e da civilização siríaca" aos jovens que acabam perdendo laços com a cultura e as tradições de suas famílias nas comunidades da diáspora.

Atividades

 

O programa dos dias da Convenção - que começou em 17 de julho e terminará no domingo, 22 de julho - inclui celebrações litúrgicas, testemunhos, momentos de entretenimento e excursões turísticas, como ao Santuário Nossa Senhora do Líbano, em Harissa.

Êxodo dos cristãos do Oriente Médio

 

O êxodo dos cristãos do Oriente Médio diz respeito sobretudo às jovens gerações, aquelas mais envolvidas nos processos migratórios que estão fazendo diminuir a presença numérica de muitas comunidades cristãs do Oriente Médio. Em alguns países, como a Síria, os jovens são levado a migrar, mesmo para evitar de ter que prestar serviço militar, desgastante e perigoso, especialmente nas atuais situações.

Cardeal Sako, presidente delegado do Sínodo sobre os jovens

 

A Igreja Católica prepara-se para o próximo Sínodo, dedicado aos jovens, d que se realizará no Vaticano de 3 a 28 de outubro de 2018, sobre o tema "Jovens, fé e discernimento vocacional".

Nesse contexto, a urgência das Igrejas do Oriente Médio em relação à questão da juventude também poderá ser expressa no evento pelo patriarca caldeu Louis Raphael Sako, que o Papa Francisco nomeou como presidente delegado da próxima Assembleia sinodal, juntamente com o cardeal Desirè Tsarahazana, arcebispo de Toamasina (Madagáscar), o cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Yangon (Myanmar) e o cardrsl John Ribat, arcebispo de Port Moresby.

(Agência Fides).

 

19 julho 2018, 15:00