Versão Beta

Cerca

Vatican News
Cardeal concedeu entrevista coletiva em Manágua Cardeal concedeu entrevista coletiva em Manágua  (AFP or licensors)

Nicarágua: Cardeal Brenes agradece solidariedade mundial

Para a festividade de Santo Domingo de Gusmão, Padroeiro de Manágua, o cardeal pediu que "prevaleça a atmosfera de oração e de recolhimento, fé e paz,: deve ser uma oferta para todas as famílias nicaraguenses que estão passando por este momento difícil de crise”.

Cidade do Vaticano

“Em nome de todo o povo católico da Nicarágua, quero agradecer meus irmãos bispos da América Latina e do Caribe, dos Estados Unidos, Canadá, Europa e muitas dioceses do mundo que no último domingo e durante esta semana ofereceram celebrações eucarísticas para nós, para a Nicarágua”.

Foi o que disse a jornalistas sábado, 29 de julho, o Arcebispo de Manágua e Presidente da Conferência Episcopal da Nicarágua (CEN), Cardeal Leopoldo José Brenes. “Foi um gesto muito bonito” - acrescentou o cardeal. Milhares de bispos e sacerdotes e milhões de leigos estão rezando pela nossa pátria”.

Em Manágua, uma marcha de solidariedade com a Igreja

O Cardeal Brenes também quis agradecer pessoalmente e em nome do bispo auxiliar, Dom Silvio José Baez, os fiéis leigos da Igreja Católica e os muitos membros de outras Igrejas irmãs que sábado tomaram parte em Manágua de uma marcha de solidariedade aos bispos e à Igreja da Nicarágua pelos ataques sofridos durante estas semanas de dura repressão governamental.

Apelo à oração

Sobre o papel dos mediadores e testemunhas na mesa do diálogo nacional, o arcebispo declarou ainda: “Sem dúvida, todos nós bispos nicaraguenses aderimos a esta proposta da Presidência. Fazemos isso com espírito de serviço”. Ao agradecer os manifestantes, o cardeal acrescentou: “De maneira especial pedimos suas orações, é isso que nos fortalece mais”.

Ouça aqui

Milhares participaram na marcha, convocados por várias organizações da sociedade civil. A manifestação se concluiu nas proximidades da catedral, onde se celebrou a consagração ao Imaculado Coração de Maria, conforme proposto pela Conferência Episcopal da Nicarágua em sua última mensagem.

Festa do Padroeiro, com esperança

31 de julho é a Festa de São Domingo de Gusmão, Padroeiro de Manágua. São realizadas duas peregrinações: uma no dia 1º de agosto e outra no dia 10, além de outras atividades durante esses dias. Desde a semana passada, o Cardeal Leopoldo Brenes tem pedido que as celebrações tenham um sentido exclusivamente religioso:

“Deve prevalecer a atmosfera de oração e de recolhimento, fé e paz, para que seja uma oferta para todas as famílias nicaraguenses que estão passando por este momento difícil de crise”. O lema deste ano será “Com São Domingo de Gusmão peregrinamos com esperança”.

(Agência SIR)
 

Photogallery

Confira imagens da marcha de solidariedade à Igreja
30 julho 2018, 12:38