Versão Beta

Cerca

Vatican News
"Nestes dias de reflexão, oração e celebração da fé, percebemos a dor de tantos povos e a eles expressamos a nossa solidariedade e pesar às famílias em luto pelos seus mortos" "Nestes dias de reflexão, oração e celebração da fé, percebemos a dor de tantos povos e a eles expressamos a nossa solidariedade e pesar às famílias em luto pelos seus mortos" 

CAM V: preocupação com Nicarágua, Venezuela, Haiti, Honduras

“Apelos dos Congressistas: ouvir o choro e choro daqueles que sofrem na América; promover uma verdadeira cultura de defesa e promoção da vida, do bem comum, da verdade, da justiça e da paz”

Cidade do Vaticano

Conclui-se neste sábado (14/7) em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia, o V Congresso Missionário Americano (CAM V).

O comunicado “Quando um membro sofre todo o corpo sofre” foi lido durante os trabalhos pelo Diretor Nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM) do Uruguai, padre Leonardo Rodriguez, expressando a proximidade a todas as Igrejas americanas, que sofrem por situações de violência e de pobreza em todo o Continente.

“Reunidos sob o slogan da alegria evangélica – lê-se no início do texto enviado à Agência Fides - ouvimos o grito dos mais frágeis, que reflete, de modo particular, a violência, a exploração, a perseguição que espezinham a dignidade dos nossos irmãos. Nestes dias de reflexão, oração e celebração da fé, percebemos a dor de tantos povos e a eles expressamos a nossa solidariedade e pesar às famílias em luto pelos seus mortos. “América em Missão! O Evangelho é alegria”, foi o tema central do Congresso Missionário. Mas, a alegria é justiça, é verdade e respeito pelos direitos de todos”.

 

“Em nome do Senhor – diz ainda o comunicado - condenamos todos os atos de violência e apelamos aos responsáveis, especialmente aos governantes, para que se comprometam em viver e promover uma verdadeira cultura de defesa e promoção da vida, do bem comum, da verdade, da justiça e da paz. A missão da Igreja deve seguir o caminho do encontro, da escuta, do diálogo, do perdão e da reconciliação. Por isso, convidamos os meios de comunicação a serem protagonistas para descrever a transformação do coração de todos, transmitindo a verdade dos fatos”.

Os participantes do Congresso expressaram também sua preocupação pela Venezuela, Nicarágua, Haiti, Honduras, onde os esquadrões causam morte e destruição.

"Lamentamos pela situação dos refugiados e migrantes, que são obrigados a uma separação absurda e injusta das suas famílias, nas fronteiras de países como os EUA e México. Estas situações, muitas vezes, são circundadas pela indiferença e o silêncio”.

O documento assim conclui: "Queridos amigos Congressistas e membros de todas as Igrejas da América: bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus! A oração, o perdão, a amizade fortalecem a nossa vocação comum, que é ser artesãos da paz! Amemos a verdade e a justiça, com coragem, que são os direitos de cada ser humano". (Ag. Fides)

Ouça e compartilhe!

 

14 julho 2018, 09:44