Versão Beta

Cerca

Vatican News
"Os bispos são chamados como cidadãos, cristãos e pastores, a olhar para a realidade, iluminados pelo Evangelho e pela Doutrina Social da Igreja" "Os bispos são chamados como cidadãos, cristãos e pastores, a olhar para a realidade, iluminados pelo Evangelho e pela Doutrina Social da Igreja"  (AFP or licensors)

Bispos colombianos ao novo governo: desenvolvimento é o novo nome da paz

A Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Colombiana é dedicada aos movimentos apostólicos e às novas comunidades, mas também ao discernimento dos desafios que o país tem à luz do novo governo.

Alina Tufani - Cidade do Vaticano

"Abrir horizontes para o desenvolvimento integral das nossas comunidades, porque o desenvolvimento é o novo nome da paz". Com estas palavras, o presidente da Conferência Episcopal Colombiana, Dom Oscar Urbina Ortega, reiterou o compromisso da Igreja com a reconciliação do país.

Na abertura da Assembleia Plenária dos bispos na segunda-feira, 02, o prelado pediu que fossem analisados os vários aspectos da realidade nacional no contexto do caminho que inicia o novo Parlamento e o novo presidente, Ivan Duque.

"Os bispos – afirmou - são chamados como cidadãos, cristãos e pastores, a olhar para a realidade, iluminados pelo Evangelho e pela Doutrina Social da Igreja "

Ajudar os movimentos eclesiais a descobrir o significado da gratuidade

 

A 106ª Assembleia Plenária dos Bispos colombianos será dedicada aos movimentos apostólicos e às novas comunidades, que expressam diversas experiências sobre como viver a fé em comunidade e na Igreja Católica.  

"Isso exige de nós bispos - disse Dom Urbina - identificar, iluminar e decidir a maneira de acompanhamento que a própria Igreja deveria oferecer a eles".

O tema está em continuidade com os assuntos tratados pelos bispos em fevereiro passado, quando analisaram a missão evangelizadora a partir da paróquia, na perspectiva de uma "Igreja em saída" e aberta, a ser colocada no contexto cultural e atual da nova evangelização.

Uma boa formação para ajudá-los a perseverarem como cristãos

 

Em seu discurso, o arcebispo Urbina expressou a necessidade de "ajudar os movimentos eclesiais a descobrir, no sentido da gratuidade, o valor dos dons recebidos da misericórdia de Deus, que alarga e enche o coração, permitindo a eles dar um sentido àquilo fazem, e superar a tentação de uma teologia da prosperidade".

Assim, indicou que os movimentos apostólicos devem ter "uma boa formação que os ajude a tornarem-se verdadeiros cristãos, ou seja, que consigam conservar um modo de ser, pensar, sentir, agir e viver como cristãos, em todas as dimensões de sua vida pessoal e comunitária".

Convidado do Vaticano

 

À convite da Conferência Episcopal, Dom Miguel Delgado Galindo, membro do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, também conduzirá os trabalhos da Plenária.

Durante a Assembléia - que se concluirá na próxima sexta-feira, 6 de julho - será apresentado o programa de preparação para a Jornada Mundial da Juventude de 2019, na presença da Embaixadora do Panamá na Colômbia, Dra. Maria Astrid Villa-Real.

Ouça e compartilhe!
03 julho 2018, 14:58