Versão Beta

Cerca

Vatican News
Protestos espalham-se por todo o país centro-americano, pedindo o fim da repressão e a antecipação de eleições Protestos espalham-se por todo o país centro-americano, pedindo o fim da repressão e a antecipação de eleições  (AFP or licensors)

Uma oração pela Nicarágua

Permanece tensa e dramática a situação na Nicarágua, enquando nas igrejas da América Latina se reza pela paz e o diálogo.

Cidade do Vaticano

Uma greve, com a parada total de todas as atividades; uma campanha de oração em todo o continente: estas são as atividades registradas na atual crise social e política que afeta a Nicarágua.

"Pelos bispos, sacerdotes, diáconos e as comunidades religiosas da Nicarágua, para que incansavelmente continuem a ser promotores de diálogo, defensores da justiça e construtores de paz. Rezemos" é a intenção da "Oração dos Fiéis", que são lidas neste 15 julho, durante as Santas Missas celebradas na Nicarágua e em muitos países latino-americanos.

Na atual situação crítica, marcada pela instabilidade social e política, os católicos estão rezando também pelos governantes, "para que ponham um fim à violência" e "pelos cristãos na Nicarágua, para que se tornem instrumentos de paz e pelos mortos devido à violência esses dias ".

Solidariedade dos países da América Latina

 

A solidariedade dos países latino-americanos tem sido sentida em diferentes circunstâncias: no Congresso Americano Missionário que concluiu-se na Bolívia no sábado,  nas Assembleias de diferentes Conferências Episcopais e nas mídias católicas que publicaram serviços especiais para atualizar a comunidade cristã sobre a situação desse povo sofrido.

Greve geral 

 

O Diálogo Nacional na Nicarágua está parado devido à falta de resposta do governo ao pedido de parar com a repressão, que continua a provocar vítimas entre pessoas que querem se manifestar pacificamente.

Neste final de semana foi realizada uma greve geral, com a suspensão total de todas as atividades sociais e econômicas de qualquer natureza, para dar ao governo um claro sinal de discordância.

A greve geral é acompanhada por caminhadas pacíficas em todas as cidades do país, para demonstrar e exigir eleições antecipadas. (Agência Fides)

15 julho 2018, 18:50