Versão Beta

Cerca

Vatican News
Papa Francisco Papa Francisco 

Reino Unido: Dia pela Vida dedicado ao tráfico de seres humanos. Mensagem do Papa

Para a ocasião o Papa Francisco enviou aos bispos do Reino Unido uma mensagem na qual dirige uma oração ao “Deus da Misericórdia”, a fim de que por intercessão de Santa Josefina Bakhita, protetora das vítimas do tráfico de seres humanos e da escravidão moderna, “sejam rompidos os grilhões da prisão” destas pessoas.

Cidade do Vaticano

A edição 2018 da Jornada pela vida que a Igreja católica na Inglaterra e Gales celebrará no domingo, 17 de junho, será dedicada à tragédia do tráfico de seres humanos.

O significado e o valor da vida humana

A iniciativa é promovida todos os anos pela Conferência Episcopal, também com os bispos escoceses, para sensibilizar a opinião pública das ilhas britânicas “sobre o significado e o valor da vida humana em toda sua fase e condição”.

Mensagem do Papa

Para a ocasião o Papa Francisco enviou aos bispos do Reino Unido uma mensagem na qual dirige uma oração ao “Deus da Misericórdia”, a fim de que por intercessão de Santa Josefina Bakhita, protetora das vítimas do tráfico de seres humanos e da escravidão moderna, “sejam rompidos os grilhões da prisão” destas pessoas.

O Santo Padre pede a “Deus que possa libertar todos aqueles que foram ameaçados, feridos ou maltratados pelo comércio e pelo tráfico de seres humanos e possa confortar aqueles que sobreviveram a tal desumanidade”.

Em seguida, dirige um apelo “a fim de que todos nós possamos abrir os olhos, ver a miséria daqueles que se encontram completamente privados de sua dignidade e sua liberdade, e ouvir destes seu grito de auxílio.”

A vida é sagrada também para os pobres e as vítimas das escravidões modernas

Numa nota, relançada pela agência Sir, os bispos ingleses explicam a iniciativa recordando o que escreveu o Papa na última Exortação apostólica “Gaudete et Exsultate” (Alegrai-vos e Exultai) sobre a dignidade de todo ser humano.

Refere-se, em particular, à parte em que Francisco afirma, por exemplo, que a defesa do inocente nascituro deve ser clara, firme e veemente, porque aí está em jogo a dignidade da vida humana, sempre sagrada… Mas, igualmente sagrada, é a vida dos pobres que já nasceram, que se encontram na miséria, no abandono, na exclusão, no tráfico de pessoas, na eutanásia escondida dos doentes e dos anciãos privados de cuidados, nas novas formas de escravidão, e em toda forma de descarte.

Compromisso da Igreja britânica no combate ao tráfico: o Grupo Santa Marta

A Conferência episcopal da Inglaterra e Gales encontra-se já de há muito engajada na linha de frente no combate ao tráfico de seres humanos e às modernas formas de escravidão. O arcebispo de Westminster e primaz inglês, Cardeal Vincent Nichols, preside também o chamado Grupo Santa Marta, a aliança global chefes das forças de polícia, bispos e comunidades religiosas que trabalham em colaboração com a sociedade civil no combate a estas chagas.

O Grupo Santa Marta toma o nome da residência do Papa Francisco, onde os membros fundadores da Rede foram hóspedes em 2014 antes de assinar, na presença do Santo Padre, uma declaração histórica de compromisso.

Atualmente, o Grupo tem membros de mais de trinta países. Estima-se que somente no Reino Unido as vítimas do tráfico de pessoas são mais de treze mil.

07 junho 2018, 20:30