Cerca

Vatican News
Pentecostes no Cenáculo em Jerusalém Pentecostes no Cenáculo em Jerusalém 

Pentecostes em Jerusalém na Sala do Cenáculo

Segundas Vésperas de Pentecostes no Cenáculo em Jerusalém, presididas pelos franciscanos da Custódia da Terra Santa. No lugar da Última Ceia e da descida do Espírito Santo aos católicos é permitido celebrar duas vezes ao ano.

Beatrice Guarrera – Jerusalém

Dezenas de fiéis lotaram no final da tarde deste domingo (20/05) a Sala do Cenáculo em Jerusalém para a celebração de Pentecostes. A poucos metros do Portão de Sião da Cidade Velha de Jerusalém a tradição coloca o episódio da Última Ceia e da descida do Espírito Santo no dia de Pentecostes. Como línguas de fogo, o Consolador desceu sobre os discípulos e os tornou capazes de falar todas as línguas do mundo, para proclamar o Evangelho. Depois de 2.000 anos, novos discípulos, reunidos com velas nas mãos entre aquelas paredes, acolheram essa luz e esse chamado. As Segundas Vésperas da Solenidade de Pentecostes foram presididas pelos frades franciscanos da Custódia da Terra Santa.

A Igreja Católica pode celebrar no Cenáculo apenas duas vezes no ano

Os católicos podem realizar orações oficiais no Cenáculo apenas duas vezes no ano, pois ainda é um lugar no meio de uma disputa com o Estado de Israel pelo reconhecimento da propriedade. Os frades franciscanos adquiriram-no em 1333, como um presente dos soberanos de Nápoles, e por esta razão ainda reivindicam sua posse, embora tenham sido expulsos dali em 1552 pelos Otomanos.

Padre Patton recordou a oração e jejum pela paz no mundo

O Custódio da Terra Santa Fr. Francesco Patton falou da particularidade de celebrar Pentecostes no Cenáculo: "O Cenáculo é o lugar de Pentecostes, ou melhor, é o local de um duplo Pentecostes. Já na noite de Páscoa, quando Jesus apareceu no Cenáculo aos discípulos, depois de ter-lhes saudado com a saudação da paz, doou-lhes o Espírito Santo. Esta é a teologia de João. No relato dos Atos dos Apóstolos, no quinquagésimo dia, isso significa Pentecostes, há este terremoto, este Pentecostes, a descida do Espírito Santo na forma de línguas de fogo que transforma os Apóstolos de pessoas tímidas, trancadas no Cenáculo por medo, em pessoas corajosas que saem à praça para anunciar a ressurreição. Poder celebrar aqui no Cenáculo as Vésperas de Pentecostes é muito importante porque é o elo com o lugar da descida do Espírito. Nestes dias, adquire um significado ulterior, porque seja dom Pizzaballa, seja eu como responsável da Custódia, convidamos ao jejum e à oração pela paz na Terra Santa, em Jerusalém, no Oriente Médio e em todo o mundo. "

A primeira comunidade cristã nasceu em Pentecostes, em Jerusalém

Durante a manhã deste domingo, enquanto o administrador apostólico do patriarcado latino, Dom Pizzaballa, celebradava uma missa na Basílica da Dormição, a comunidade da paróquia latina de São Salvador se reunia na igreja junto com os frades da Custódia da Terra Santa. O franciscano Fr. Nerwan Al-Bana, pároco, explicou que foi uma grande alegria: "Hoje é a festa da nossa paróquia de Jerusalém: Pentecostes sempre nos lembra o crescimento da primeira comunidade cristã, que estava precisamente aqui em Jerusalém ".

21 maio 2018, 16:46