Versão Beta

Cerca

Vatican News
Sua Beatitudine Louis Raphaël I Sako Sua Beatitude Louis Raphaël I Sako 

Patriarca Sako: a nomeação é uma nova esperança para o Iraque

"Um muçulmano me disse: É para todos os que creem em Deus”. Palavras do futuro cardeal, Louis Raphaël I Sako, Patriarca de Babilônia dos Caldeus

Cidade do Vaticano

O Patriarca de Bagdá e dos Caldeus, Louis Raphael Sako, será criado cardeal no próximo consistório de 29 de junho, como anunciou o Papa Francisco na manhã do último domingo (20/05). A nomeação é particularmente significativa para a comunidade dos Caldeus no Iraque, uma comunidade perseguida e em exílio, por causa das guerras que destruíram o país.

O Patriarca de Bagdá não esperava a nomeação: “Para mim foi uma verdadeira surpresa! Estou muito agradecido… não é para minha pessoa, mas para a Igreja que sofreu tanto e para o Iraque. Acredito que seja para todo o país, tanto os cristãos quanto os muçulmanos. A nomeação é um grande apoio por parte da Igreja universal e da Santa Sé, é um impulso de esperança, de encorajamento para ir adiante rumo à reconciliação do país" 

Cristãos do Iraque e do Oriente Médio
É grande a importância da nomeação para os cristãos do Iraque e do Oriente Médio. O patriarca diz: “Desde o momento em que o Papa disse meu nome, chegaram telefonemas de muçulmanos, cristãos, gente simples e também responsáveis do Governo: todos me disseram que a nomeação é para nós, é para o Iraque, é para os muçulmanos. Um muçulmano me disse que é para todos os que creem em Deus…”.

Significado da atenção do Papa Francisco
“Não é a primeira vez que o Papa pensa nas Igrejas que sofrem” – continua o patriarca de Bagdá - “O núncio na Síria foi criado cardeal do mesmo modo e hoje a nomeação é para o Iraque. Mas também para outros países: o Papa é como um pai, abre os olhos e vê onde há mais necessidade de ajuda, como esta nomeação. E isso quer dizer que a Igreja é viva, é forte e que precisa perseverar, permanecer, testemunhar o Evangelho.

Quem é o patriarca dos Caldeus, Louis Raphael I Sako
Nasceu em Sakho, o Iraque, em 1948 e foi ordenado sacerdote em 10 de junho de 1974 exercendo o serviço pastoral junto à Catedral de Mossul até 1979. Em Roma fez o doutorado em Patrologia Oriental e depois em História na Sorbonne de Paris.

Foi eleito Patriarca pelo Papa Bento XVI em 2013. Publicou vários livros sobre os Padres da Igreja e artigos. Além do árabe e do caldeu, fala alemão, francês, inglês e italiano.

Ouça a reportagem

 

21 maio 2018, 11:23