Versão Beta

Cerca

Vatican News
Fra Giacomo Dalla Torre del Tempio di Sanguinetto Giacomo Dalla Torre novo Grão-Mestre da Ordem de Malta 

Ordem de Malta: Giacomo Dalla Torre eleito novo Grão-Mestre

Giacomo Dalla Torre del Tempio di Sanguinetto foi eleito o 80º Grão-Mestre da Ordem Soberana e Militar de Malta. A eleição foi realizada na Villa Magistrale, sede da instituição em Roma, onde se reuniu o Conselho de Estado da Ordem, que é formado por 54 membros representativos.

Cidade do Vaticano

Giacomo Dalla Torre começou a fazer parte da direção da Ordem de Malta em 29 de abril de 2017 e agora assume o cargo de Grão-Mestre. Segundo informações do Setor de Comunicações da Ordem de Malta, “Papa Francisco recebeu o resultado da votação por meio de uma carta. Em seguida, o resultado foi enviado a todos os grão-priorados, priorados e associações nacionais da Ordem, também às próprias representações diplomáticas no mundo e a dos 107 Estados com os quais a Ordem de Malta mantêm relações diplomáticas”. O novo eleito fará seu juramento nesta quinta-feira (03/05) diante do delegado especial do Papa junto à Ordem de Malta, o arcebispo Angelo Becciu, e alguns membros do Conselho de Estado da Ordem na igreja de Santa Maria no Aventino.

O Grão-Mestre alinhado à Reforma da Ordem

“O Grão –Mestre – refere ainda o setor de Comunicações – confirmou sua vontade de prosseguir o trabalho da reforma da Constituição da Ordem de Malta iniciada em 2017, para adequá-la ao notável crescimento que a Ordem teve nas últimas décadas. A Carta Constitucional e o Código foram promulgados em 1961 e parcialmente reformados em 1997”.

Presença da Ordem no mundo

Atualmente a Ordem está presente em 120 países com mais de 2.000 projetos na área da saúde, e conta com mais de 120.000 entre voluntários e funcionários médicos. O primeiro compromisso oficial do Grão-Mestre será o de presidir a 60ª Peregrinação internacional da Ordem de Malta a Lourdes, que será realizada de 4 a 8 de maio próximo. Todos os anos mais de 7.000 membros voluntários provenientes de todo o mundo participam da peregrinação, cuidando de cerca de 1.500 peregrinos doentes e com deficiências. Segundo a Constituição da Ordem, o Grão-Mestre eleito tem cargo vitalício. Como Soberano e Superior religioso deve dedicar-se plenamente ao incremento das obras da Ordem e ser um exemplo para todos os membros na observância religiosa.

03 maio 2018, 10:35