Cerca

Vatican News
Encontro teve a participação de 100 pessoas Encontro teve a participação de 100 pessoas 

"Surdos na Igreja: sal da terra e luz no mundo"

Foi o tema do II Encontro Nacional dos Surdos promovido pelo Instituto Filippo Smaldone, em Manaus. Em entrevista ao Vatican News, a Irmã Maria Longo fala dos objetivos e ressalta a presença de surdos venezuelanos no evento.

Cristiane Murray - Cidade do Vaticano


Encerrou-se domingo (20/05) em Manaus (AM), o II Encontro Nacional dos Surdos, promovido pelo Instituto Filippo Smaldone com o tema “Surdo na Igreja, Sal da Terra e Luz no mundo”.

Reeducar, reabilitar e reintegrar

O evento reuniu cerca de 100 pessoas dentre alunos e ex-alunos do instituto, professores e colaboradores das Irmãs Salesianas dos Sagrados Corações. A Congregação fundada pelo santo italiano atua no Brasil desde 1972 com o carisma de reeducar, reabilitar e reintegrar os surdos na sociedade e na Igreja.

Surdos venezuelanos também puderam participar do encontro, com o acompanhamento de Padre Ronilson Braga, jesuíta que atua junto a esta comunidade em Boa Vista e interpreta a língua dos sinais.

Dom Sérgio Castriani abriu o evento

Na solenidade de abertura, na manhã do dia 17, o arcebispo de Manaus, Dom Sergio Castriani, lembrou: “Somos todos irmãos e irmãs, e irmão é aquele que encontramos no caminho, e por isso somos irmãos e irmãs uns dos outros e assim tenhamos mais cuidado uns para com os outros, nos interessemos mais pelo outro”.

Presença de surdos venezuelanos

O Vatican News contatou a Irmã Maria Longo, delegada representante das Irmãs Salesianas dos Sagrados Corações, que defende que os surdos se tornem protagonistas na Igreja:

“Queremos favorecer a presença e ajudar o surdo como protagonista na Igreja. É difícil encontrar dentro da Igreja pessoas que têm conhecimento das dificuldades dos surdos de se incluírem como batizados. Pela carência de conhecimento, muitas vezes eles se afastam da Igreja”.

“Também tratamos temas como a violência e a comunicação. Muitas vezes eles são vítimas da violência, todo tipo de violência. Aqui em Manaus, a coisa mais linda é que temos a participação de surdos da Venezuela".

“ Eles estão aqui sendo acolhidos como irmãos entre os outros irmãos surdos. Há uma solidariedade muito linda ”

Um destaque do encontro foi a presença do Padre Wilson Czaia, surdo desde o nascimento, que atua em Curitiba. Ele celebrou a missa sábado (19/05) e em sua palestra, apresentou a importância do leigo surdo na Igreja: “Ele precisa também ter um espírito missionário e atuar em diversas vertentes, seja na família, com as crianças, na escola, na faculdade, no trabalho, em sua profissão e atendendo aos necessitados”. 

Aqui, a reportagem completa

 

Photogallery

Confira a animação do Encontro
21 maio 2018, 07:00