Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Representação da Vocação dos Apóstolos Representação da Vocação dos Apóstolos 

Na esteira do Concílio, Igreja está no caminho de volta às fontes

Bispo de Almenara - MG, Dom Cabral: acredito que a Igreja está nesse caminho de volta às fontes, de ser uma Igreja que expressa o rosto de Deus junto a seu povo, sobretudo aquele povo mais carente, prolongando a ação de Jesus.

Raimundo de Lima - Cidade do Vaticano

Amigo ouvinte, nesta edição do quadro “Nova Evangelização e Concílio Vaticano II” damos continuidade à participação do bispo de Almenara, Dom José Carlos Brandão Cabral, cuja diocese está situada no Vale do Jequitinhonha, nordeste do estado de Minas Gerais.

Igreja que expressa rosto de Deus junto a seu povo

Na edição passada nosso convidado ateve-se ao acolhimento e implementação do Concílio ecumênico Vaticano II por parte da Igreja na América Latina afirmando, entre outros, que a abertura trazida pelo Concílio foi muito bem aceita por nossas Igrejas locais, sem deixar de reconhecer que houve também algumas resistências, que perduram até nossos dias.

Na edição de hoje Dom Cabral prossegue suas considerações ressaltando que a dificuldade de acolher o novo vamos ter sempre. Vai sempre existir aqueles que estarão à frente das propostas do Concílio, aqueles ao passo do Vaticano II e aqueles que estarão mais atrás, observa o bispo de Almenara. Acrescenta ainda que aceitar certas proposições do Concílio significa “romper com certas tradições” e que “esse romper é sempre marcado também por conflitos”.

 

Dom Cabral diz acreditar muito na ação do Espírito Santo e que por mais lenta que seja a aplicação daquilo que o Concílio propôs, “acredito que a Igreja está nesse caminho de volta às fontes, de ser uma Igreja que expressa realmente o rosto de Deus junto a seu povo, sobretudo aquele povo mais carente, prolongando a ação de Jesus”, diz ainda nosso convidado. Vamos ouvir (ouça na íntegra clicando acima).

18 maio 2018, 14:18