Cerca

Vatican News
Protesto em Damasco depois de ataque à Síria Protesto em Damasco depois de ataque à Síria  (ANSA)

Guerra é sinônimo de fraqueza; paz, de máximo heroísmo

Cardeal Rai apela à consciência das grandes potências e da comunidade internacional para colocar fim à guerra na Síria.

Cidade do Vaticano

O Patriarca maronita do Líbano, Sua Beatitude Cardeal Béchara Boutros Raï, fez um apelo, na última quinta-feira (12/04), à Comunidade internacional em prol da Síria.

Em sua mensagem, o Cardeal afirma: “Enquanto algumas grandes potências estão batendo o tambor de uma nova guerra contra a Síria, lamentamos a falta da linguagem da paz entre os líderes do mundo; lamentamos ainda a falta de um mínimo sentimento humano em relação aos milhões de inocentes sírios, obrigados a fugir de suas terras, por causa da guerra e de uma série de crimes, destruição, terrorismo e violência. Numerosas pessoas estão longe de casa, privada do calor de suas famílias”.

Acolhida aos refugiados

O Líbano, escreve o Cardeal Béchara, recebeu mais de um milhão e setecentos mil pessoas, quase a metade de seus habitantes, em um momento em que a maioria dos países europeus lhes fecha as suas portas: “Hoje, perguntamos a esses países, contrários à guerra, se arcam, mesmo parcialmente, com as consequências desta migração forçada”.

Por isso, o Cardeal maronita “apela à consciência das grandes potências e da comunidade internacional, para que se esforce para colocar um ponto final nesta guerra, a fim de que se estabeleça uma paz justa, global e duradoura, mediante instrumentos políticos e diplomáticos e não militares, pois o povo do Oriente Médio tem direito a uma vida pacífica e tranquila.

O Patriarca maronita conclui seu apelo afirmando: “Declarar guerra é demonstração de grande fraqueza; construir a paz é demonstração de máximo heroísmo”.

14 abril 2018, 12:25