Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Celebração da Páscoa na Catedral do Porto Celebração da Páscoa na Catedral do Porto 

Porto: Páscoa antes da entrada solene do novo bispo

A diocese do Porto, em Portugal, verá entrar solenemente o seu novo bispo, D. Manuel Linda, no domingo 15 de abril

Rui Saraiva – Porto

O domingo 15 de abril será o dia da Entrada Solene na diocese do Porto de D. Manuel Linda, bispo nomeado pelo Papa Francisco a 15 de março passado. Depois do falecimento de D. António Francisco dos Santos em setembro de 2017, passaram 6 meses até ao anúncio de um novo bispo.

Na diocese do Porto, em Portugal, o Tríduo Pascal foi vivido em clima de intensa vivência da Páscoa da Ressurreição. O Administrador Diocesano e os bispos auxiliares dividiram entre si a presidência das várias celebrações pascais na Catedral.

Na Quinta-Feira Santa D. Pio Alves presidiu à Missa da Ceia do Senhor com o Rito do Lava-Pés e na sua homilia lembrou “o triste espetáculo dos sem-abrigo” tendo sublinhado “a misericórdia, o serviço, a proximidade, o perdão” como “parte inalienável” da identidade dos cristãos. O bispo auxiliar do Porto, disse ainda que “amar até ao fim é a medida do amor dos discípulos de Jesus Cristo”.

D. António Augusto Azevedo presidiu à Celebração da Paixão do Senhor na Sexta-Feira Santa e na sua homilia disse: “Com inspiração na morte do Redentor, que a morte humana seja sempre digna, entrega amorosa nas mãos do Pai, abertura confiante à vida em plenitude que só Deus pode dar”. O bispo auxiliar do Porto recordou as vítimas do terrorismo e da exploração.

Páscoa é “fogo novo que nos comprometemos a levar para a nossa vida” – foi o que disse D. António Taipa, Administrador Diocesano do Porto na Vigília Pascal na noite de 31 de março. Na sua homilia, D. António Taipa, afirmou que “o fogo que Jesus trouxe” no “seu Mistério Pascal” aquece e ilumina a humanidade, tendo declarado no final da sua homilia: “Que o Senhor Jesus o Ressuscitado, nos ilumine. Nos incendeie. Irradie da nossa vida”.

No domingo 1 de abril foi D. Pio Alves que presidiu à Missa do Domingo de Páscoa tendo afirmado na sua homilia que “a fé não inventa realidades: abre caminhos que ultrapassam a capacidade da razão”.

O bispo auxiliar do Porto assinalou ainda que a celebração da Ressurreição de Jesus “abre para a insondável realidade onde mora a esperança”. “Ressuscitemos para uma vida nova. Pela fé e pelo amor sejamos fermento de uma sociedade onde brilhe para todos o sol da esperança” – disse D. Pio Alves no final da sua homilia.

D. Manuel Linda, bispo do Porto, entrará solenemente na diocese no domingo dia 15 de abril.

Ouça a reportagem!
03 abril 2018, 10:52