Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Beata Hanna Chrzanowska Beata Hanna Chrzanowska 

Polônia: Beatificação de Ana Helena Chrzanowska

Durante a Segunda Guerra Mundial, Ana Helena promoveu um serviço de enfermagem domiciliar para ajudar os numerosos refugiados do conflito.

Varsóvia - Polônia

Missão de enfermeira entre os prisioneiros de guerra

O Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação das Causas dos Santos presidiu neste sábado (28/4), em nome do Papa, em Varsóvia, Polônia, à Beatificação de Ana Helena Chrzanowska.

Ana Helena, leiga e Oblata de São Bento, nasceu em Varsóvia, em 7 de outubro de 1902 e faleceu em Cracóvia, em 29 de abril de 1973.

Ana Chrzanowska nasceu em uma família católica e protestante. Durante a revolução russa, assistiu aos soldados feridos na guerra e percebeu que esta seria a sua missão.

Em 1929, iniciou seus estudos como enfermeira, primeiro na França e depois na Cruz Vermelha Americana. Em 1937, colaborou na fundação da Associação de Enfermeiras católicas polonesas.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Ana Helena promoveu um serviço de enfermagem domiciliar para ajudar os numerosos refugiados do conflito.

Depois da guerra, dirigiu um asilo, onde, além das questões administrativas, acompanhou pessoalmente os internados, auxiliada por alguns estudantes de enfermagem.

Acometida pelo câncer, faleceu em Cracóvia, em 29 de abril de 1973.

Sua Causa de Beatificação diocesana, realizou-se em Cracóvia de 1997 a 2003. O Decreto sobre suas virtudes heroicas ocorreu em 2015 e, dois anos depois, o Papa Francisco aprovou um milagre atribuído à sua intercessão, autorizando a sua Beatificação.

28 abril 2018, 10:48