Versão Beta

Cerca

Vatican News
Papa Francisco durante vídeomensagem aos jovens cubanos Papa Francisco durante vídeomensagem aos jovens cubanos 

Cuba 2015: Papa pediu uma Igreja que serve e sai de casa para semear reconciliação

Francisco enviou na semana passada uma vídeo-mensagem aos jovens cubanos dizendo-lhes para amarem Jesus e a pátria. Recordamos as suas palavras na visita a Cuba em 2015.

Rui Saraiva – Porto

Na semana passada o Papa enviou uma vídeo-mensagem aos jovens cubanos dizendo-lhes para amarem a sua terra e a sua pátria. Foi por ocasião do Encontro dos responsáveis da Pastoral da Juventude daquele país, organismo presidido pelo bispo de Bayamo y Manzanillo, D. Alvaro Julio Luarca. Francisco disse aos jovens cubanos: “Convido-vos a ir sempre em frente: olhem para a frente, amem a vossa terra, amem Jesus e que Nossa Senhora os proteja. Coragem.”

Recordemos que o Papa Francisco esteve em Cuba de 19 a 22 de setembro de 2015 tendo recordado as visitas dos seus antecessores João Paulo II e Bento XVI que fortificaram os laços de cooperação e amizade entre aquele país e a Santa Sé. O Papa sublinhou, na ocasião, a retoma das relações diplomáticas de Cuba com os EUA como um sinal da cultura do encontro e do diálogo.

Muito significativa na altura a visita do Papa à cidade de Santiago e ao Santuário da Virgem da Caridade do Cobre onde sublinhou a força revolucionária da ternura de Maria, Mãe de Jesus:

“Como Maria, queremos ser uma Igreja que serve, que sai de casa, que sai dos seus templos, das suas sacristias, para acompanhar a vida, sustentar a esperança, ser sinal de unidade de um povo nobre e digno. Como Maria, Mãe da Caridade, queremos ser uma Igreja que saia de casa para lançar pontes, abater muros, semear reconciliação. Como Maria, queremos ser uma Igreja que saiba acompanhar todas as situações «grávidas» da nossa gente, comprometidos com a vida, a cultura, a sociedade, não nos escondendo mas caminhando com os nossos irmãos. Todos juntos, servindo, ajudando; todos filhos de Deus, filhos de Maria, filhos desta nobre terra cubana”.

Em setembro de 2015 o Papa Francisco foi acolhido com grande alegria pelos católicos cubanos e apelou ao serviço no cuidar dos frágeis da sociedade. Ao clero de Cuba o Papa exortou a viverem na pobreza e na misericórdia. Aos jovens, por sua vez, pediu-lhes para terem corações abertos e a viverem a amizade social.

Papa em Cuba pede para semear reconciliação
24 abril 2018, 16:05