Cerca

Vatican News
Papa Francisco Papa Francisco 

Pastor com o cheiro das ovelhas é aplicação do Concílio Vaticano II

Com o seu exemplo, acredito que o Papa Francisco tem dado muitos passos mostrando como ser um verdadeiro pastor, afirma o Conselheiro Geral da Ordem dos Padres Mercedários, Frei Reginaldo Roberto Luiz.

Raimundo de Lima - Cidade do Vaticano

Amigo ouvinte, o presente espaço de formação e aprofundamento traz as considerações finais do Conselheiro Geral da Ordem dos Padres Mercedários, Frei Reginaldo Roberto Luiz, no que tange ao quadro “Nova Evangelização e Concílio Vaticano II”.

Padres e bispos cada vez mais próximos dos fiéis

Responsável pelo Secretariado de Pastoral de seu Instituto religioso, o frade mercedário traz-nos suas ponderações sobre aquela abordagem pastoral de “acolhimento” e “proximidade” da qual o Papa Francisco, com o seu exemplo, é um grande incentivador.

Frei Reginaldo diz-nos que este pastoreio no qual os pastores têm o cheiro das ovelhas – como exorta o Papa Bergoglio – não deixa de ser um elemento de aplicabilidade daquilo que o Vaticano II pediu.

“Na pastoral, no dia a dia, no contexto da Igreja no Brasil, percebemos que os bispos e os padres – em sua maioria – estão cada vez mais próximos dos fiéis”, afirma nosso convidado ressaltando também a forte crítica do Papa Francisco à questão do clericalismo – qual realidade deve ser superada –, cuja postura não condiz com o verdadeiro pastoreio, com o ser discípulo de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Com o seu exemplo, “acredito que o Papa Francisco tem dado muitos passos mostrando como ser um verdadeiro pastor”, afirma ainda o religioso. Vamos ouvir (ouça na íntegra clicando acima).

09 abril 2018, 20:08