Cerca

Vatican News
A Universidade Antonianum promove a criação de uma rede internacional para a ecologia integral A Universidade Antonianum promove a criação de uma rede internacional para a ecologia integral 

Universidade Antonianum cria rede internacional para ecologia integral

O projeto pretende responder ao convite de cuidar da Casa Comum feito pelo Papa Francisco na Encíclica “Laudato si” e ao pedido do Pontífice de uma “Igreja em saída” .

Cidade do Vaticano

A Pontifícia Universidade Antonianum de Roma promove a criação de uma rede internacional para a ecologia integral.

O projeto pretende responder ao convite de cuidar da Casa Comum feito pelo Papa Francisco na Encíclica “Laudato si” e ao pedido do Pontífice de uma “Igreja em saída” .

A obra foi lançada depois de um trabalho preparatório que teve início ano acadêmico 2017-2018, com objetivos acadêmicos, práticos e operacionais.

Os objetivos acadêmicos, lê-se num comunicado, são “definir, aprofundar e desenvolver o conceito de ecologia integral, entendido como harmonia entre natureza e cultura, bem como entre a questão ambiental e a questão antropológico-social, analisar a inter-relação entre estudo técnico-científico da problemática ambiental e os pressupostos antropológicos necessários, desenvolver uma metodologia interdisciplinar que favoreça a sinergia entre as ciências duras e as ciências antropológicas e espirituais”.

Analisar contextos e antropologias que condicionam o desenvolvimento concreto das experiências orientadas para a ecologia integral são os objetivos práticos.

Os objetivos operacionais são publicar os resultados obtidos e elaborar outro projeto para a criação da rede internacional para a ecologia integral, com o envolvimento de professores do Antonianum, externos e especialistas, convidados a se reunir três vezes ao ano durante os congressos de pesquisas.

De 6 a 7 de abril próximo, se realizará na Câmara de Comércio de Taranto um seminário promovido “como uma etapa na construção” dessa rede do Antonianum com a Universidade de Nápoles “Federico II”, Bolzano, Bari, Universidade Politécnica de Cartagena (Espanha), Tuscia, La Sapienza e Tor Vergata.

27 março 2018, 18:07