Versão Beta

Cerca

Vatican News
Religiosas indianas em Siliguri Religiosas indianas em Siliguri 

Índia: ataques contra minorias prejudicam o país, diz cardeal Gracias

Ao encontrar o primeiro ministro indiano Narendra Modi, o cardeal Oswald Gracias pediu providências contra os constantes ataques contra as minorias religiosas e étnicas e afirmou que uma visita do Papa Francisco levaria benefícios ao país.

Cidade do Vaticano

Existe uma crescente preocupação na Igreja Católica na Índia e em outras comunidades religiosas minoritárias, pelos "ataques esporádicos contra as instituições e pessoas pertencentes às minorias religiosas, em diversas partes do país. Estes atos de violência são contra a lei e prejudicam o país".

Se o governo intervir com decisão, fazendo que estes atos cessem, "isto poderá aliviar os medos das comunidades", desencorajando ulteriores violências.

Encontro cordial

 

A opinião foi expressa pelo recém eleito presidente da Conferência Episcopal Indiana (CBCI), cardeal Oswald Gracias, ao encontrar em 20 de março o primeiro ministro Narendra Modi, em seu gabinete no Parlamento.

Segundo a Agência Fides, o encontro entre o cardeal e o primeiro ministro realizou-se em uma atmosfera de cordialidade e abertura, sendo definido como "tranquilizador" por ambas as partes.

Contribuição da Igreja para a construção da nação

 

O encontro foi ocasião para recordar "a contribuição histórica da Igreja na construção da nação e seu trabalho para o bem-estar da população indiana, especialmente no campo da educação, da assistência na saúde e da solidariedade", recordou o purpurado.

O presidente da CBCI afirmou que, consciente dos grandes desafios que o país está enfrentando, "a Igreja quer ser parte integrante a pleno título deste grande projeto de construção da nação", tendo como horizonte o bem comum do país.

Desejo de uma visita do Papa Francisco

 

O cardeal também falou com o primeiro ministro sobre a possibilidade de uma visita do Papa Francisco à Índia, sublinhando que o Pontífice é "líder da Igreja universal, aclamado em todo o mundo e apreciado por pessoas de todos os credos".

"A sua visita poderá trazer benefícios de longo prazo para o nosso país", afirmou o purpurado.

A prioridade do governo

 

O primeiro ministro Narendra Modi assegurou ao presidente do episcopado indiano que "a primeira prioridade do governo é o bem-estar das pessoas e a erradicação da pobreza", reiterando ser "o primeiro ministro de todos os indianos, independente da casta e do credo", e afirmando que estará "sempre disponível e desejoso de examinar as questões levadas a sua atenção".

(Agência Fides)

22 março 2018, 14:13