Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Congoleses buscam refúgio em Uganda Congoleses buscam refúgio em Uganda  (AFP or licensors)

RDC: sacerdote sequestrado pela polícia em Kinshasa

Tensões entre Igreja e governo começaram com protesto de católicos contra permanência de Joseph Kabila no poder

Cidade do Vaticano

Um sacerdote católico foi "sequestrado" pela polícia na manhã deste sábado, 03/02, em Kinshasa e levado para um local desconhecido, informaram fontes da Igreja local.

"O padre Sebastien foi seqüestrado logo após a missa matinal por policiais", disse uma freira da paróquia de St. Robert à Agência France Press. A igreja localiza-se em N'Sele, extremo leste de Kinshasa.

Durante a Missa, um homem não identificado "filmou o padre" usando um telefone celular e na saída, “um veículo da polícia chegou, os policiais desceram, eles começaram a agredir o padre, que foi então jogado no jipe ​, que partiu para local ignorado", disse outra religiosa, que testemunhou o ocorrido.

Religioso passionista, o padre Sebastien Yebo é pároco da Igreja de St Robert desde agosto de 2017.

Este é mais incidente no contexto das tensões que tiveram início com uma marcha de católicos em 31 de dezembro - seguida por outra 21 em de janeiro - em protesto contra a perpetuação de Joseph Kabila no poder.

O protesto foi duramente reprimido. Pelo menos 15 pessoas morreram, de acordo com as Nações Unidas. As autoridades congolesas, no entanto,  relataram um número muito menor de vítimas.

O clima político na RDC é muito tenso, desde que o segundo e último mandato do presidente Kabila expirou em 20 de dezembro de 2016.

As eleições agendadas para o final de dezembro de 2017, foram adiadas até dezembro de 2018.

(AFP)

Ouça a reportagem!



03 fevereiro 2018, 10:24