Versão Beta

Cerca

VaticanNews
 Padre José Frazão Correia, foto de João Ferrand/Companhia de Jesus Padre José Frazão Correia, foto de João Ferrand/Companhia de Jesus 

Portugal: Jesuítas lançam ‘Ponto SJ’, um novo projeto editorial

A iniciativa foi lançada no passado dia 23, no Café-Teatro da Comuna, em Lisboa.

Domingos Pinto - Lisboa

O portal vai apresentar um conjunto de textos de opinião sobre temas da atualidade, com particular incidência nas questões da Fé, Política, Educação, Justiça e Cultura.

Entre os colaboradores, destacam-se diversos cronistas como Guilherme de Oliveira Martins, Joaquim de Azevedo, Clara Almeida Santos, Carla Quevedo, Jacinto Lucas Pires, Joana Rigato, Alfredo Teixeira, padre Gonçalo Portocarrero, padre Nuno Amador e irmã Irene Guia.

Vários jesuítas, como Nuno Tovar de Lemos, Francisco Mota, Bruno Nobre ou Andreas Lind darão igualmente o seu contributo neste novo projeto editorial que inclui uma componente informativa, para divulgar as diferentes propostas feitas pelas instituições da Companhia de Jesus.

O ‘Ponto SJ’ vai trazer ainda, aos domingos, uma reflexão da Escola Bíblica e Arqueológica de Jerusalém, ligada aos Dominicanos, para ajudar a compreender a “riqueza do texto bíblico”.

Para a sessão de lançamento, o Cardeal-patriarca e Presidente da República deixaram mensagens de incentivo ao «Ponto SJ», uma sessão marcada ainda por dois “encontros improváveis”: entre o cronista João Miguel Tavares e o jesuíta Francisco Mota; e entre a eurodeputada do Bloco de Esquerda, Marisa Matias, e a irmã Júlia Bacelar, que trabalha com mulheres em extrema vulnerabilidade.

Em entrevista ao Vatican News, o padre José Frazão Correia, provincial dos jesuítas portugueses, sublinha a importância do novo portal (www.pontosj.pt), que diz ser “uma ferramenta importante para favorecer o diálogo e também como exercício de reconciliação”.

Na mesma linha as declarações do padre José Maria Brito, diretor do portal, que considera essencial “dar ferramentas às pessoas para que possam olhar para o mundo numa atitude positiva, de abertura, sem perder o sentido critico, mas que esse sentido critico nos leve a sermos mais próximos e não a cavarmos trincheiras”.

Ouça

 

 

26 fevereiro 2018, 14:58