Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Papa Francisco em almoço com os pobres no Vaticano Papa Francisco em almoço com os pobres no Vaticano  (@L'Osservatore Romano)

Acolhida e proximidade, pequenos gestos que fazem a diferença

Por vezes são detalhes, pequenos gestos que fazem a diferença, afirma Frei Demerval citando a simplicidade e espontaneidade do Papa Francisco qual modelo deste pastoreio marcado pela acolhida e proximidade.

Raimundo de Lima - Cidade do Vaticano

Amigo ouvinte, o quadro “Nova Evangelização e Concílio Vaticano II” tem trazido estes dias a participação do pároco da Paróquia Nossa Senhora da Luz, na Pituba, em Salvador, Frei Demerval Reis Soares Filho.

Pequenos gestos que fazem a diferença

Responsável no Brasil pela Secretaria de Pastoral da Ordem dos Padres Mercedários, o religioso amazonense traz-nos algumas considerações sobre a necessidade de se acolher mais em nossas comunidades, buscando aquela "proximidade" ressaltada pelo Papa Francisco ao pedir aos nossos pastores que tenham o cheiro das ovelhas.

Nesse sentido, Frei Demerval diz-nos que a palavra enfatizada na pastoral em nossas comunidades é “acolhida” e que “a Igreja precisa acolher mais”. Por vezes são detalhes, pequenas coisas, pequenos gestos que fazem a diferença, afirma, citando a simplicidade e espontaneidade do Papa Francisco qual modelo deste pastoreio e que “o povo com certeza quer ver mais isso nos seus sacerdotes”, acrescenta.

Num segundo momento, nosso convidado nos fala sobre o engajamento e participação ativa dos jovens na vida da igreja paroquial. Vamos ouvir (ouça na íntegra clicando acima).

16 fevereiro 2018, 19:46