Cerca

Vatican News
Patriarca dos cristãos caldeus, Louis Sako, preside missa em Mosul, Iraque Patriarca dos cristãos caldeus, Louis Sako, preside missa em Mosul, Iraque  (AFP or licensors)

Patriarca caldeu: "Convivência e diálogo com comunidade muçulmana"

Em mensagem para a Quaresma, o arcebispo Dom Louis Raphaël I Sako menciona também os elementos do caminho espiritual de preparação para a Páscoa.

Cidade do Vaticano

Fugir das tentações do sucesso mundano e buscar um clima de convivência e diálogo com a comunidade muçulmana, na convicção real de que os cristãos fazem parte, plenamente, da história e cultura iraquiana.

A exortação está contida na mensagem de Quaresma do Patriarca de Babilônia dos Caldeus, Louis Raphaël I Sako. A reflexão foi divulgada no portal do Patriarcado, que além de mencionar a situação dos cristãos no delicado contexto médio-oriental, aborda também os elementos do caminho espiritual de preparação para a Páscoa.

“ Jejuar não é simplesmente abster-se de alimento ”

As principais indicações do Patriarca caldeu

Jejuar todos os dias, com exceção de domingo, participar da missa, rezar pela paz e a estabilidade do Iraque e de toda a região; ler e meditar a Bíblia diariamente; realizar gestos de misericórdia; não criticar os defeitos dos outros; buscar a unidade dos cristãos com coração aberto e instaurar uma convivência cristã-islâmica com o amor que Jesus nos ensinou”.

“ Quaresma, tempo dedicado à leitura das Escrituras, ao serviço e à preparação para a ressurreição de Cristo ”

O papel fundamental dos cristãos na construção de uma nova Casa Comum iraquiana

Na carta pastoral, o Arcebispo Sako exorta os batizados a “reconhecer sua presença no tecido nacional do Iraque, detendo o seu declínio. Os cristãos sempre tiveram presença histórica neste país, aonde têm um papel e uma mensagem a dar. Devemos assumir nossas responsabilidades através de um diálogo sincero, com sabedoria e visão para viabilizar modelos de coexistência e obter paz, estabilidade e liberdade”.  

18 fevereiro 2018, 10:40