Cerca

Vatican News
Salvadorenhos irão às urnas em 4 de março Salvadorenhos irão às urnas em 4 de março  (AFP or licensors)

Eleições em El Salvador: Igreja exorta ao voto responsável

Muitos cidadãos salvadorenhos não se sentem representados pelos partidos e candidatos às eleições de março. Mas Igreja Católica no país exorta à participação, com um voto responsável.

Cidade do Vaticano

“Discute-se sobre o direito a não votar, em um país democrático, porque também esta é uma expressão de descontentamento. Parece-me que também o voto nulo seja um direito, não é que seu seja a favor disto. Sou favorável a votar com responsabilidade”.

Foi o que afirmou na segunda-feira, 18, em uma coletiva de imprensa, o arcebispo de San Salvador, Dom José Luis Escobar Alas. Ele referia-se às eleições que serão realizadas no país em 4 de março, quando a população será chamada às urnas para eleger os seus prefeitos e deputados.

Voto responsável

 

Recordando que a posição da Igreja é a de promover a participação dos cidadãos nas eleições e de encorajar o voto responsável, o arcebispo observou que “se alguém convida a anular o voto, a não votar ou a não comparecer às urnas, isto está na liberdade de todos”.

Infelizmente – acrescentou – “existem muitos cidadãos salvadorenhos que não se sentem representados por nenhuma das partes (...). Mas nós, como Igreja, pedimos às pessoas para votarem de forma responsável, para escolher aqueles que têm a melhor proposta”, enfatizou o prelado.

Jornada Mundial da Juventude

 

Dom Escobar Alas também fez referência às atividades que se desenvolverão nas diversas dioceses do país por ocasião da peregrinação dos Símbolos da Jornada Mundial da Juventude, que terá lugar no Panamá de 22 a 27 de janeiro de 2019, convidando todos os jovens a participarem destas atividades e a “viverem a Quaresma como um tempo propício à conversão e à santificação, pela oração, a prática da justiça e da caridade”.

(Ag. Fides)

20 fevereiro 2018, 14:27