Versão Beta

Cerca

Vatican News
Católicos congoleses durante manifestação em Kinshasa Católicos congoleses durante manifestação em Kinshasa  (AFP or licensors)

Comece: promover processo de transição democrática na RDC

"Acompanhar o povo congolês em suas legítimas aspirações de governança democrática", pedem os bispos da Comece.

Cidade do Vaticano

A Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia (Comece) “expressa sua solidariedade aos membros da Conferência Episcopal da República Democrática do Congo (RDC) e apoia os seus esforços na promoção do processo de transição democrática”.

É o que afirma a nota divulgada pelo secretariado dos bispos europeus, em Bruxelas, Bélgica, encorajando a “União Europeia a dar mais atenção às consequências sociais e humanitárias da crise que afeta a República Democrática do Congo, “a acompanhar o povo congolês em suas legítimas aspirações de governança democrática, respeitando as liberdades fundamentais, e a garantir o bem-estar de todos”.

Os bispos pedem também à União Europeia para “apoiar as atividades da sociedade civil e dos religiosos congoleses, fundamentais na sociedade e na construção da paz”.

Na nota, a Comece evidencia alguns dados e informações provenientes do país sobre as repressões perpetradas pelas forças de segurança nas últimas semanas e meses, e os ataques contra a Igreja católica a fim de “sabotar a sua missão de paz e reconciliação”.

06 fevereiro 2018, 17:55