Versão Beta

Cerca

Vatican News
 Igreja Católica na França quer ter seu lugar nos debates sobre bioética  Igreja Católica na França quer ter seu lugar nos debates sobre bioética   (Hagerty Ryan, USFWS)

Bispos franceses promovem debate online sobre bioética

“Está em jogo o respeito pelo ser humano na sua dignidade e vulnerabilidade”, haviam escrito nos dias passados os bispos franceses em um comunicado, em mérito justamente aos debates dos Estados Gerais da bioética, iniciados em 18 de janeiro.

Cidade do Vaticano

Em função dos Estados Gerais sobre bioética lançados em 18 de fevereiro pelo governo francês, a Conferência Episcopal Francesa abriu um novo espaço em seu site eglise-bioethique.fr, onde serão publicados módulos informativos redigidos pelo grupo de trabalho “Igreja e bioética”, para explicar as questões levantadas pelos temas tratados durante os Estados gerais.

Pool de experts

 

O grupo de trabalho é constituído por um pool de experts e é presidido pelo arcebispo de Rennes, Dom Pierre d’Ornellas.

Desde o dia 16 estão online 10 módulos informativos sobre terapia gênica germinal, doação de órgãos, diagnose pré-natal, final da vida, procriação assistida, inteligência artificial, interação biológica-psíquica, uso das biotecnologias, pesquisa com embriões humanos e gestação para outros (útero de aluguel).

Em jogo o respeito pelo ser humano

 

“Está em jogo o respeito pelo ser humano na sua dignidade e vulnerabilidade”, haviam escrito nos dias passados os bispos franceses em um comunicado, em mérito justamente aos debates dos Estados Gerais da bioética, iniciados em 18 de janeiro.

Um diálogo “desejado pelo Governo”, para “permitir a todos os cidadãos compreender os progressos científicos e técnicos sobre a bioética, formar uma opinião a respeito e expressarem-se”, na perspectiva de uma revisão da lei de 2011, prevista para o final do não.

Que mundo queremos?

 

Um diálogo no qual, como evidenciado, “a Igreja Católica pretende ter o seu lugar, respondendo também ela à questão de fundo que estes Estados Gerais nos propõe: que mundo queremos para o amanhã?

(Sir)

19 fevereiro 2018, 14:34