Versão Beta

Cerca

Vatican News
Crianças indígenas na Amazônia Crianças indígenas na Amazônia 

Papa tem encontro marcado com indígenas em Puerto Maldonado

Indígenas de Peru, Bolívia e Brasil estarão presentes na cidade peruana da região amazônica de Puerto Maldonado para o encontro com o Papa Francisco. A cidade fronteiriça ultima os preparativos para receber o ilustre visitante, segundo Dom David Martínez Aguirre, do Vicariato Apostólico

Cidade do Vaticano

Na segunda-feira, 15 de janeiro, o Papa Francisco inicia mais uma Viagem Apostólica internacional, retornando à sua América Latina, para visitar desta vez o Chile e o Peru.

Uma das etapas contempla a cidade da Amazônia peruana de Puerto Maldonado, em 19 de janeiro, onde Francisco se reunirá com indígenas do Peru, Bolívia e Brasil.

O bispo do Vicariato Apostólico de Puerto Maldonado, Dom David Martínez Aguirre, informou em um comunicado já ter entregue um convite aos povos indígenas, anunciando que “o Papa Francisco está vindo para ver vocês”.

“Contamos a eles quem é o Papa Francisco, o que representa este personagem para a Igreja e a humanidade, que mensagem está nos dando hoje, por que vem a Puerto Maldonado e por que deseja ter um encontro específico com eles”, explicou.

O prelado acrescentou ainda ter mantido “conversas com as federações, com algumas organizações indígenas, para ouvi-las”, para somente então elaborar listas e “buscar formas de financiamento”, pois – explica – “uma das dificuldades que as comunidades nativas têm, em sua maioria, é que vivem em locais muito afastados”.

Para chegar até o local onde muitos deles vivem,  é possível somente “com o uso de transporte fluvial que é muito mais caro. Assim era preciso se organizar, buscar financiamento. Uma vez conseguida esta ajuda e que agora já temos as nossas planilhas, estamos trabalhando na organização das viagens”.

Dom Martínez disse que o Papa, em sua Encíclica Laudato Si, afirma que “os povos indígenas são minorias que devem ser levadas em conta, porque nos estão dando a possibilidade de outras direções a nossa humanidade”.

“O que eu espero deste encontro – revela o bispo - é que os povos indígenas sejam reconhecidos como protagonistas importantes que devem sentar-se nas mesas de negociação de nosso mundo, não somente para as políticas que afetam seus territórios, mas também para as políticas nacionais em nível mundial”.

A cidade de Puerto Maldonado, capital da região amazônica de Madre de Dios, está quase pronta para receber a visita de Francisco, garantiu.

Está previsto que o Papa visite o Coliseo Cerrado Madre de Dios, a explanada do Instituto Superior Tecnológico Jorge Basadre e o Lar “El Principito” que acolhe crianças e adolescentes.

O Vicariato também adiantou que durante sua permanência na cidade, Francisco “dará uma mensagem aos povos indígenas e não indígenas da Amazônia”, e que poderá reunir-se com indígenas do Brasil e Bolívia, já que Madre de Dios é uma região fronteiriça entre os três países.

O Santo Padre chegará ao Peru vindo do Chile na quinta-feira, 18 de janeiro, onde permanecerá até o dia 22, depois de cumprir etapas em Lima, Puerto Maldonado e Trujillo.

Papa: encontro indígenas em Puerto Maldonado
02 janeiro 2018, 13:29