Versão Beta

Cerca

Vatican News
Membros do SEBIN patrulham Caracas na operação de busca de Oscar Perez Membros do SEBIN patrulham Caracas na operação de busca de Oscar Perez  (AFP or licensors)

Bispos venezuelanos denunciam violações dos direitos humanos

Episcopado pede aos venezuelanos para não “habituarem-se ao aumento dos casos de mortes não esclarecidas ou investigadas, às barbáries”.

Cidade do Vaticano

A Comissão Justiça e Paz da Conferência Episcopal Venezuelana (CEV) denunciou por meio de um comunicado divulgado na quinta-feira, 18,  o massacre perpetrado pelas forças militares em 15 de janeiro passado.

Durante um conflito armado, um grupo de pessoas, entre as quais o ex-policial e piloto venezuelano Oscar Perez, perdeu a vida.

Pérez havia se rebelado contra o governo do presidente Nicolás Maduro em 2017, atacando prédios governamentais com um helicóptero.

“Vida humana é sempre sagrada, preciosa e inviolável”

 

Diante das “execuções extrajudiciais e das mortes de civis”, os bispos reiteram que “a vida humana é sempre sagrada, preciosa e inviolável”.

“Este ato – sublinharam – nos coloca diante da degradação e da falta de respeito à dignidade e dos direitos humanos de qualquer pessoa. Existem diversas provas que devem ser investigadas e explicadas de forma razoável aos familiares e a toda a comunidade venezuelana”.

Bispos pedem investigação rápida da violação dos direitos humanos

 

A Conferência Episcopal da Venezuela pediu ao Estado para assegurar que as autoridades públicas competentes investiguem “com a máxima tempestividade e objetividade” as violações dos direitos humanos.

Ademais, a entidade exortou o Escritório do Procurador Geral para entregar aos parentes os corpos dos falecidos, evitando a cremação, para que seja possível determinar a causa da morte.

Os bispos exortam ainda os tribunais para garantirem as provas da operação e às autoridades públicas que não esqueçam do seu dever de garantir a justiça.

Aos cidadãos foi recomendado para não “habituarem-se ao aumento dos casos de mortes não esclarecidas ou investigadas, às barbáries”.

Rezar pelas vítimas, pelos familiares, pela Venezuela

 

Por fim, os bispos convidaram todos aqueles que acreditam em cristo a intensificarem a “oração ao Senhor da vida pelas vítimas, pelos familiares e pela Venezuela”, “para que conceda a todos os venezuelanos a sabedoria necessária para encontrar caminhos de justiça, de verdade e de paz”.

A nota é assinada pelo presidente da Comissão de Justiça e Paz da CEV, Dom Roberto Luckert e pelo Vigário de Justiça e Paz da CEV, padre Saúl Ron Braasch.

 

 

 

19 janeiro 2018, 14:55