Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Papa Francisco em Fátima Papa Francisco em Fátima  (Ossevatore Romano)

Portugal: Santuários devem ser “Escolas de Oração”

O desafio foi lançado no XI Encontro de Reitores dos Santuários que teve lugar a 8 e 9 deste mês, em Fátima.

Domingos Pintos Pinto - Lisboa

O desafio foi lançado no XI Encontro de Reitores dos Santuários que teve lugar a 8 e 9 deste mês, em Fátima.

Um encontro formativo organizado pela Associação dos Reitores dos Santuários de Portugal (ARSP), marcado, na abertura dos trabalhos, por uma conferência do reitor do Santuário de Fátima que falou das várias propostas de oração nos santuários.

“Se os santuários são já «lugares excecionais» para a oração, se quisermos que sejam «escolas de oração» têm também de se adequar à oração, quer comunitária, quer pessoal”, sublinhou o padre Carlos Cabecinhas.

Outro elemento fundamental que o reitor destacou foi “o silêncio”, considerando que a visita aos santuários deveria ser um convite ao silêncio, porque não há oração onde não há silêncio.

“Lugar de silêncio, Fátima é também lugar de oração, de forte experiência de Deus”, e é visível no rosário, uma oração que “faz parte do âmago da mensagem de Fátima, como convite a uma forte experiência de Deus”, referiu o sacerdote.

No fundo, “trata-se de aproveitar e potenciar aquilo que é a realidade de cada santuário ajudando os peregrinos que os visitam a rezar e a sentir esse impulso de dar à oração um lugar especial na sua própria vida”, disse o reitor do Santuário de Fátima.

13 janeiro 2018, 14:13