Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Papa Francisco aperta a mão de um missionário Papa Francisco aperta a mão de um missionário 

Assembleia dos Missionários da Consolata na África

O Instituto Missões Consolata foi fundado pelo Bem-aventurado José Allamano, em 1901, na Itália.

Mariangela Jaguraba - Cidade do Vaticano 

Está em andamento, no Centro Missionário de Bunju, a 25 quilômetros de Dar es Salaam, na Tanzânia, a assembleia do Instituto Missões Consolata na África.  

O encontro continental de reflexão e programação reúne trinta e sete missionários representantes da direção-geral e de países como Quênia, Uganda, Etiópia, Tanzânia, Moçambique, África do Sul, República Democrática do Congo, Costa do Marfim e Angola.

Fundado na Itália pelo Bem-aventurado José Allamano, em 1901, o Instituto Missões Consolata conta hoje 982 missionários presentes em 22 países de quatro continentes.

Para falar sobre os objetivos da assembleia, nós contamos, em Bunju, superior provincial de Moçambique e Angola dos Missionários da Consolata, Pe. Diamantino Guapo.

Provincial da Consolata, Pe. Diamantino Guapo

Um dos frutos da evangelização na África é a formação e o envio de missionários africanos do Instituto Missões Consolata a outros continentes. A esse propósito eis o que disse Pe. Guapo.

Provincial da Consolata, Pe. Diamantino Guapo

O conselheiro geral dos Missionários da Consolata, Pe. Jaime Carlos Patias, também encontra-se, em Bunju, e nos fala sobre os objetivos da plenária. 

Conselheiro da Consolata, Pe. Jaime Carlos Patias

A assembleia do Instituto Missões Consolata na África conclui-se nesta segunda-feira (15/01).  

 

 

15 janeiro 2018, 10:22