Versão Beta

Cerca

Vatican News
Igreja queimada na reigão de Araucania, em 16 de janeiro Igreja queimada na reigão de Araucania, em 16 de janeiro  (AFP or licensors)

13 igrejas atacadas em 11 dias no Chile

Motivação dos ataques seria a visita do Papa Francisco ao país

Cidade do Vaticano

Mais uma igreja no Chile – a 13ª em 11 dias – foi atacada com bombas incendiárias na madrugada de segunda-feira no centro de Santiago

A série de ataques começou no dia 12 de janeiro, três días antes da chegada do Papa Francisco ao país.

Em alguns dos locais foram deixados panfletos com ameaças contra o Pontífice, como “a próxima bomba será na batina”.

O último ataque foi contra a Paróquia “Sagrado Corazón de Jesús”. Foram lançados dez coquetéis molotov, que queimaram a porta de entrada do templo, conforme informou à imprensa o padre Modesto Pérez.

A polícia atribui os ataques ao descontentamento com a visita do Papa ao Chile.

Já no Peru, o único incidente registrado foi o ataque com bombas incendárias a uma igreja em Arquipa, no dia 18 de janeiro.

 

 

23 janeiro 2018, 11:33