Cerca

Vatican News
Delegação palestina no Vaticano Delegação palestina no Vaticano 

Respeito e reconhecimento de direitos: base para o diálogo

São palavras do Papa ao receber quarta-feira (06/12) no Vaticano uma delegação do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso que está reunida nestes dias com a Comissão palestina para o diálogo inter-religioso.

Cidade do Vaticano 

Quarta-feira (06/12), o Papa recebeu na antessala do auditório Paulo VI, no Vaticano, uma delegação do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso que está reunida nestes dias com a Comissão palestina para o diálogo inter-religioso.

No breve encontro, Francisco fez um discurso manifestando satisfação pela iniciativa de construir um grupo de diálogo permanente entre as duas instituições.

Compartilhe

Base para o diálogo é o respeito

“O diálogo se instaura em dois níveis: o pessoal – com reflexão e oração – e na família, no âmbito da comunidade religiosa, entre as comunidades e também com a sociedade civil”, disse. Em todos os casos, a condição primária é o respeito recíproco e o reconhecimento a todas as pessoas de seus direitos, onde quer que se encontrem.

“É do diálogo que nascem conhecimento, apreço, colaboração e ação em sinergia pelo bem das pessoas necessitadas”, prosseguiu. Assim, o Papa fez votos que tal diálogo beneficie toda a sociedade palestina, mas especialmente a componente cristã, exígua numericamente e desafiada pela emigração.

Neste sentido, Francisco fez um reconhecimento à atenção dedicada pelo Presidente Mahmoud Abbas à comunidade cristã, seu lugar e papel na sociedade. Concluindo, invocou sobre todos as bênçãos de paz e prosperidade ao povo palestino, à Terra Santa e a todo o Oriente Médio. 

06 dezembro 2017, 13:44