Versão Beta

Cerca

VaticanNews
A "peregrinação de confiança sobre a terra" foi iniciada pelo Ir. Roger, nos anos 70 A "peregrinação de confiança sobre a terra" foi iniciada pelo Ir. Roger, nos anos 70  (ANSA)

O 40° encontro europeu de jovens de Taizé 2017 será em três países

Basileia, Lörrach e Saint-Louis são as três cidades, de três diferentes países, que irão acolher de 28 de dezembro a 1° de janeiro, 20 mil jovens provenientes de quarenta países para mais uma "peregrinação de confiança sobre a terra"

Cidade do Vaticano

O 40º encontro europeu de jovens da comunidade de Taizé, será o primeiro organizado contemporaneamente em três países: Suíça (Basileia), Alemanha (Lörrach) e França (Saint-Louis).

Três cidades geograficamente próximas que acolherão de 28 de dezembro a 1º de janeiro cerca de 20 mil jovens, provenientes de 40 países, para uma nova etapa daquela “peregrinação da confiança sobre a terra” iniciada pelo Ir. Roger no final dos anos setenta do século passado.

Jovens acolhidos por famílias

“Estamos ainda à procura de famílias dispostas a receber os jovens”, declarou à agência Cath.ch Fabian Dinkel, coordenador do encontro na Suíça, precisando que o desejo dos participantes é o de ser “acolhidos como em casa”, mesmo se alguns deverão ser alojados em estruturas esportivas.

Mas estes jovens, “muitos têm somente 18-19 anos, não são exigentes. Para eles são suficientes dois metros quadrados de espaço para o saco de dormir, o almoço e a janta”, explicou.

A ideia de fundo é promover a partilha entre os participantes e a população local. Normalmente, de fato, os jovens, quando retornam para suas casas, ficam em contato com as famílias que os acolheram.

A “máquina” logística

Os jovens, que chegarão no dia 28 na Suíça, serão distribuídos nas três diferentes cidades onde receberão as primeiras informações e serão então enviados aos 120 locais de acolhida organizados em território suíço, alemão e francês.

“Estamos falando de uma logística considerável”, explica Dinkel. Serão mil voluntários  que deverão estar nos locais dois dias antes do início do encontro.  270 ônibus chegarão na Suíça no dia 28 e serão necessárias doze toneladas de alimentos. Serão distribuídos 80mil sanduíches e cinquenta mil garrafas de água.

Segurança

Os grandes encontros serão realizados em St. Jakobshalle (local onde são realizados grandes eventos esportivos e concertos) e na pista de patinação adjacente, em Basileia. É ali que terá lugar a oração da noite e onde serão distribuídas as refeições.

Entre os desafios, encontrar uma solução para o aquecimento da pista de patinação que não dispõe de um sistema idôneo. Mas a questão mais importante, é a da segurança.

“Quase 20 mil pessoas estarão reunidas em um espaço limitado e é preciso vigiar constantemente para que não existam problemas, especialmente nos deslocamentos”, declara ainda Dinkel.

“Mas tenho confiança em Taizé. A comunidade tem quarenta anos de experiência de tais encontros. Estou certo de que tudo irá bem”, conclui o coordenador.

Convite à tolerância e à paz

“No decorrer dos séculos – disse no ano passado em Riga o prior de Taizé, Ir. Alois, ao anunciar a cidade do próximo encontro – Basileia foi um local importante marcado por acontecimentos significativos e fortemente ligado à tradição humanística e portanto à abertura ao mundo, à tolerância e à paz”.

Evento em três países

(L’Osservatore Romano)

18 dezembro 2017, 08:18