Busca

Vatican News
P. Giorgio Ferretti, Comunidade S. Egidio, em Maputo (Moçambique) P. Giorgio Ferretti, Comunidade S. Egidio, em Maputo (Moçambique) 

Moçambique: Ilhas da Paz promove encontro inter-religioso visando a paz no País

A Associação Ilhas da Paz cujo carácter é social e humanitário e de promoção do diálogo inter-religioso, organizou nesta sexta-feira (7), em Maputo (Moçambique), um jantar designado “Iftar-Fratelli Tutti”, envolvendo líderes religiosos representantes de várias confissões religiosas.

Hermínio José – Maputo, Moçambique

O nome Fratelli tutti surge na sequência da Encíclica do Papa Francisco sobre a Fraternidade e a Amizade Social  e foi nesse contexto que a Ilhas da Paz, durante o mês de Ramadan, decidiu um quebrar do Jejum não só entre os muçulmanos, mas também com a presença de outras confissões religiosas.

Oiça aquia reportagem e partilhe

Com efeito, a Igreja Católica fez-se representar, no evento, pela Arquidiocese de Maputo e Comunidade Sant’Egidio, e o Pe. Simião Muchanga representou o Arcebispo de Maputo, Dom Chimoio, que neste momento se encontra fora do País.

Por seu turno, em representação do Governo de Moçambique, o Vice-ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais  e Religiosos, Filimão Suázi, afirmou que a iniciativa da Associação Ilhas da Paz é louvável e encorajadora, pois permitiu juntar várias ceitas religiosas numa só mesa.

Para a Comunidade de Sant’Egidio em Moçambique cujo representante é o Pe. Giorgio Ferreti, que é igualmente pároco da Sé Catedral de Maputo, é preocupante a guerra que se vive em Cabo Delgado e a Carta do Papa Francisco é oportuna neste momento.

Associação Ilhas da Paz, segundo o seu Director Geral, Osman Yildirim continuará a promover encontros inter-religiosos visando ao alcance da Paz em Moçambique, enquanto um bem comum.

De referir que esta agremiação social e humanitária tem prestado assistência multiforme a pessoas e famílias necessitadas e em resposta à crise humanitária em Cabo Delgado já doou bens alimentares, material escolar e de higienização às famílias deslocadas devido à guerra, naquele ponto de Moçambique.

08 maio 2021, 12:47