Busca

Vatican News
Ataque a Palma, norte de Cabo Delgado (Moçambique) Ataque a Palma, norte de Cabo Delgado (Moçambique) 

Ataque em Palma. D. Juliasse: Páscoa de dor, se promova segurança na província e no País

Por ocasião da Semana Santa e da Páscoa, o Administrador Apostólico de Pemba, D. António Juliasse Ferreira Sandramo, divulgou uma mensagem dirigida aos crentes da Diocese e a todas as pessoas de boa vontade, na qual descreve a grave situação que se criou após os ataques à cidade de Palma (norte de Cabo Delgado), na quarta-feira 24 de março.

Cidade do Vaticano

“Nós celebramos a Semana Santa e a Páscoa num contexto em que se nos ressalta o coração, quando desde o dia 24 de Março de 2021, acolhemos relatos, em primeira mão, de irmãos e irmãs na fé, de conhecidos, de concidadãos nossos, em pânico e desespero, quando iniciou o ataque na sede do distrito de Palma” disse D. Juliasse aos jornalistas durante a conferência de imprensa convocada na quarta-feira dia 31 de março, na qual o Bispo recordou que os ataques no norte de Cabo Delgado iniciaram em outubro de 2017, tendo já causado mais de 700 mil deslocados e cerca de 2 mil mortos.

Oiça aquia reportagem e partilhe

O prelado destacou ainda a falta de comunicação, até ao momento, com a sede distrital de Palma, o que aumenta a preocupação e o desespero entre todos os que tinham parentes, colegas e funcionários em Palma, onde “nossos irmãos corriam para lugares incertos, debaixo de balas ou escondidos no mato, para não ser decapitado, fuzilado ou capturado”. Só agora, se estão a ter depoimentos mais directos, em contacto com os que conseguiram ser socorridos, de barco ou de avião, e que chegaram a Nangade, Mueda, Montepuez, Pemba e na vizinha Tanzania, esclareceu o Administrador apostólico de Pemba..

Muita gente ainda em lugares incertos

Há certamente alegria pelos sobreviventes, disse D. Juliasse, mas aumenta a cada dia a preocupação por tanta gente que ainda está em lugares incertos. Às muitas organizações envolvidas na defesa, proteção e resgate dessas pessoas e a todos os que possuem meios, o convite è de tudo fazer para que mais gente seja socorrida e mais vidas sejam salvas.

Observância de direitos humanos e respeito pela vida

A Diocese de Pemba tem acompanhado o desenrolar da situação buscando auxiliar os necessitados através das ações da Caritas Diocesana e das Paróquias, em parceria com outras organizações humanitárias. Mas D. Juliasse lançou igualmente um forte apelo à “observância dos direitos humanos e o respeito pela vida, juntando esforços no atendimento a esses nossos irmãos”.

“Que não se imponha a essas pessoas o medo, chega o que experimentaram da guerra. Contudo, se cultive a confiança e promova a segurança na Província de Cabo Delgado e em todo o País”, enfatizou o prelado.

Colocar, com Maria, choro e dor aos pés da Cruz

A terminar, o Bispo convidou, nesta Semana Santa, a depositar com Maria ao pé da Cruz, “esse nosso choro e a dor do povo desesperado”, convidando a todos os cristãos a fazê-lo com fé, porque o mal do homem foi vencido pela Cruz de Jesus, que é Vida e Ressurreição.

“A alegria do Cristo Crucificado e Ressuscitado seja a esperança de todos nós e busquemos a força e o perdão de Deus, fonte da misericórdia” – conclui D. Juliasse Sandramo.

Eis na íntegra a Mensagem Pascal: 

DIOCESE DE PEMBA

Mensagem de Páscoa da Ressurreição

Caros Crentes da Diocese de Pemba e pessoas de boa vontade

Nós celebramos a Semana Santa e a Páscoa num contexto em que se nos ressalta o coração, quando desde o dia 24 de Março de 2021, acolhemos relatos, em primeira mão, de irmãos e irmãs na fé, de conhecidos, de concidadãos nossos, em pânico e desespero, quando iniciou o ataque na sede do distrito de Palma, norte de Cabo Delgado. Lembramos que desde Outubro de 2017, a guerra provocou mais de 700 mil deslocados e cerca de 2 mil mortos.

Com a falta de comunicação com a sede distrital de Palma, se generalizou a preocupação e o desespero entre todos os que tinham um parente, colega, funcionário … e toda a pessoa do bem desta nação participou desta dor; nenhum de nós, que temos coração bom, desejaria estar na pele de cada um daqueles nossos irmãos do distrito de Palma, correndo para lugares incertos, debaixo de balas ou escondidos no mato, para não ser decapitado, fuzilado ou capturado. Agora que estamos a ter depoimentos mais directos, em contacto com os que conseguiram ser socorridos, de barco ou de avião que chegaram a Nangade, Mueda, Montepuez, Pemba e o País vizinho, Tanzania.

Nos alegramos e louvamos a Deus por vermos que estes ao menos, apesar de destroçados por dentro, estão com vida. Todavia, aumenta a preocupação por tanta gente que ainda está em lugares incertos. Rogamos ao Pai do céu, na nossa oração de povo de Deus, para que lhes oriente e conduza a lugares seguros. Há muitas organizações envolvidas na defesa, proteção e resgate dessas pessoas. Deus lhes ajude a redobrar essa ação e os que possuem meios, coloque-os disponíveis para que mais gente seja socorrida.

A Diocese de Pemba tem acompanhado o desenrolar da situação buscando auxiliar os necessitados através das ações da Caritas Diocesana e das Paróquias, em parceria com outras Organizações humanitárias.

Agradecemos a doação de cada um que busca salvar vidas. Todavia, apelamos a observância dos direitos humanos e o respeito pela vida. Continuemos a juntar esforços no atendimento a esses nossos irmãos.

Que não se imponha a essas pessoas o medo. Chega o que experimentaram da guerra. Contudo, se cultive a confiança e promova a segurança na Província de Cabo Delgado e em todo o País.

Nesta Semana Santa, depositamos com Maria, Mãe de Jesus ao pé da Cruz, esse nosso choro e a dor do povo desesperado. Convidamos a todos os cristãos para que o façam com fé. O mal do homem está vencido pela Cruz de Jesus, que é Vida e Ressurreição.

A alegria do Cristo Crucificado e Ressuscitado seja a Esperança de todos nós e busquemos a força e o perdão de Deus, fonte da misericórdia.

Pemba, aos 31 de Março de 2021

Dom António Juliasse Ferreira Sandramo

Administrador Apsotólico da Diocese de Pemba

02 abril 2021, 13:07