Busca

Vatican News
D. Gabriel Mbilingi, Arcebispo do Lubango (Angola) D. Gabriel Mbilingi, Arcebispo do Lubango (Angola) 

Angola. No 21° ano de episcopado D. Mbilingi faz reflexão sobre a situação no País

Na celebração dos seus 21 anos de episcopado, no passado dia 6 de janeiro, D. Gabriel Mbilingue, Arcebispo do Lubango (Huila - Angola), reflectiu sobre os mais variados problemas que afectam o cristão nos tempos modernos, entre eles, a Pandemia da Covid-19 que continua a ceifar milhares de pessoas pelo mundo.

Anastácio Sasembele – Luanda, Angola

“Não alcancei ainda a meta que desejo ao serviço da igreja”, disse D. Gabriel Mbilingue, nos seus 21 anos de Episcopado. O arcebispo metropolita do Lubango fez igualmente uma reflexão sobre a situação social em Angola.

Oiça aquia reportagem e partilhe

D. Mbilingi lamentou a situação no País e referiu que apesar de várias mortes registadas em 2020 por causa da pandemia, a África é dos continentes que regista níveis de contágio abaixo daquilo que se poderia esperar.

O prelado apelou, por isso,  aos cidadãos e os jovens em particular a continuarem a cumprir com as medidas recomendadas, para evitar o contágio com a Covid-19 e as novas variantes do vírus que afectam já vários Países inclusive africanos.

As convulsões sociais mereceram igualmente a reflexão de D. Mbilingi. A olhar para Angola, o Arcebispo do Lubango destacou as constantes manifestações de jovens que reivindicam empregos, fome, habitação, educação e a pobreza extrema.

Para o prelado o que os jovens estão a pedir é justo e decorre de promessas que foram feitas.

Quanto à sua caminhada vocacional, D. Mbilingi que já exerceu funções de Presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) e Presidente do Simpósio das Conferências Episcopais de África e Madagáscar (SECAM), revelou que não alcançou ainda a meta que deseja ao serviço da Igreja.

“Por aquilo que tem sido a minha experiência, sinto-me contente, não mereço este chamamento, mas ainda assim nos conforta o facto de que o Senhor que nos escolheu não deixa de nos sustentar com a sua graça”, afirmou D. Mbilingue.

Em 26 de fevereiro de 1984 D. Gabriel Mbilingi ingressou na Congregação do Espírito Santo (CSSp) e recebeu a Ordenação. Em 15 de outubro de 1999 ele foi nomeado pelo Papa João Paulo II como Bispo-Coadjutor da Diocese de Lwena, em 6 de janeiro de 2000, quando o próprio Papa o consagrou como Bispo. Em 2006 foi nomeado Arcebispo-Coadjutor da Arquidiocese do Lubango.

Com a renúncia de D. Zacarias Kamwenho em 6 de setembro de 2009, ele se tornou o novo Arcebispo do Lubango. Em 29 de junho de 2010, ele recebe do Papa Bento XVI o Pálio como novo Metropolita da Província Eclesiástica de Lubango na Basílica de São Pedro.

14 janeiro 2021, 13:45