Busca

Vatican News
D. Jesús Tirso Blanco, Bispo de Lwena (Angola) confessando os fiéis D. Jesús Tirso Blanco, Bispo de Lwena (Angola) confessando os fiéis 

Angola. D. Jesús Tirso Blanco: “mais caridade e solidariedade para com os reclusos”

O Bispo da Diocese de Lwena (Moxico – Angola) apela às Congregações religiosas a estarem mais próximas dos cidadãos presos nas cadeias, por terem cometido um acto criminoso, mostrando para com eles mais caridade e solidariedade.

Anastácio Sasembele – Luanda, Angola

D. Jesús Tirso Blanco entende que muitos desses reclusos são pessoas que ainda mantêm a sua fé em Deus, por isso insta aquilo a que chamou de campos particulares de apostolado, como a catequese e a educação, como ferramentas que podem ajudar estes cidadãos a encontrarem-se com o Senhor.

Oiça aquia reportagem e partilhe

Independentemente dos crimes que cometem, D. Tirso pretende que o tempo da pena “seja aproveitado” para o recluso se revigorar e, através de princípios correctos” se sinta um ser humano.

Em tempo de pandemia da Covid-19, muitos reclusos estão privados de receber visitas, lamenta D. Tirso. Para além da proibição das visitas aos estabelecimentos prisionais, a celebração comunitária das Missas está igualmente suspensa, em muitas cadeias do País, e os presos habitualmente assistem à Missa através da televisão ou das emissões radiofónicas da Emissora Católica de Angola.

D. Tirso alerta, por fim, que é “fundamental cuidar do acolhimento dessas pessoas, reforçando a caridade e a solidariedade porque algumas delas “não têm família”, refere o prelado.

14 janeiro 2021, 13:38