Busca

Vatican News
Saúde Saúde 

Cabo Verde a caminho da cobertura universal de saúde

O Governo de Cabo Verde está a rever a medida legislativa que criou as taxas moderadoras na saúde com o objectivo de isentar do pagamento todas as pessoas em situação de insuficiência económica e garantir que todos tenham acesso aos cuidados de saúde.

Dulce Araújo (com Rádio Nova)

O anúncio foi feito no dia 11/12 pelo Ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário, na abertura de uma webinar promovida pelo Instituto Nacional de Saúde Pública, para assinalar o Dia da cobertura Universal da Saúde que se comemorou sob o lema, “Saúde para todos: proteja todas as pessoas”.

Arlindo do Rosário afirmou que Cabo Verde tem conseguido sucessos relevantes no que diz respeito à cobertura universal da saúde e frisou que em 2019 o país ocupava o lugar 62 no índice da cobertura universal, segundo a classificação da OMS, e o 5º no conjuntos dos países  na região Africana.

Oiça

Arlindo do Rosário afirmou que Cabo Verde está bem colocado para alcançar os objectivos do desenvolvimento sustentável, mas realçou que há ainda que vencer algumas barreiras com vista a alcançar a cobertura universal.

Oiça

Presente na cerimónia, o representante da OMS. Hernando Agudelo reiterou o apoio da organização no sentido de reforçar o sistema de saúde com vista ao alcance da cobertura universal de saúde em Cabo Verde.

Oiça

A celebração do Dia da Cobertura Universal de Saúde representa um marco importante para uma maior consciencialização da população e dos líderes para a cobertura universal de saúde, isto para garantir que todos e em qualquer lugar tenham acesso aos serviços básicos de qualidade. 

13 dezembro 2020, 10:40