Busca

Vatican News
Visita apostólica de São João Paulo II a Angola (junho 1992) Visita apostólica de São João Paulo II a Angola (junho 1992) 

Angola recorda visita de S. João Paulo II e seu papel na reconciliação das famílias

No dia da memória litúrgica de São João Paulo II (22/10), missionários em Angola recordaram com alegria o papel do Santo na reconciliação das famílias e nações desavindas. João Paulo II visitou Angola em junho de 1992, num contexto de fim do conflito armado.

Anastácio Sasembele – Luanda, Angola

Em Angola várias são as Comunidades católicas e instituições escolares que têm como padroeiro São João Paulo II. No dia em que a Igreja celebrou a memória litúrgica de Karol Wojtyla (22/10), os fiéis recordaram com alegria o papel do Santo na reconciliação das famílias e nações desavindas. 

Oiça aqui a reportagem e partilhe

Por altura da sua passagem por Angola (junho de 1992), num contexto do fim da guerra civil e princípio da esperança e da alegria do povo angolano, João Paulo II chegou a visitar seis das 18 províncias do país, nomeadamente Luanda, Benguela, Huambo, Zaire, Cabinda e Huila.

S. João Paulo II rezou pela justiça e paz em Angola

Nesta viagem o Papa rezou pela justiça, união de todos os filhos e pela paz em Angola, paz esta que só veio a se concretizar em 2002 com o fim da guerra civil que destruir o país e vitimou milhares de angolanos.

Na sua mensagem dirigida aos angolanos em 1992 João Paulo II disse que “começa agora decididamente o tempo da reconstrução da paz, reconstrução da consciência nacional, do bem-estar das estruturas sociais e espírito fraterno entre todos os angolanos”.

E estas palavras continuam a soar na consciência de muitos angolanos que hoje afirmam que a guerra para nunca mais.

Carisma do Santo e sua devoção a Nossa Senhora

O Padre Afonso Ligório da diocese do Namibe destacou o carisma de João Paulo II e disse que Angola tem motivos para exaltar com fé e alegria a memória do Santo que tinha uma grande devoção a Nossa Senhora. 

E a Madre Ermelinda, das irmãs de São José de Cluny, em missão na arquidiocese de Luanda, recordou o “Santo dos nossos dias” como é carinhosamente chamado, como um homem de fé e pediu a intercessão de São João Paulo II para que Angola continue a trilhar os caminhos da paz e da reconciliação nacional.

Vida inteiramente dedicada a Deus

Para o Padre Tito Ngungu da diocese de Benguela a espiritualidade mariana de São João Paulo II o levou a uma vida inteiramente dedicada a Deus, principalmente os seus mais de 25 anos de pontificado, um dos mais longos da história da Igreja.

“Olhando para a vida de João Paulo II, esse Santo dos nossos dias, podemos aprender a espiritualidade que o fez de um dos Papas mais extraordinários de todos os tempos e que o elevou rapidamente à glória dos altares”, afirmou o sacerdote.

No dia 22 de outubro, a Igreja Católica celebra o dia de São João Paulo II. A data foi estabelecida pelo Papa Francisco por simbolizar o dia em que Karol Wojtyla celebrou a sua primeira Missa como Pontífice, em 1978, iniciando o seu pontificado.

23 outubro 2020, 11:19