Busca

Vatican News
Padre Celestino Epalanga, Secretário Executivo da Comissão Justiça e Paz, em Angola Padre Celestino Epalanga, Secretário Executivo da Comissão Justiça e Paz, em Angola 

Angola. Igreja prepara mesas redondas para aprofundar a “Fratelli tutti” do Papa Francisco

A Comunidade Cristã em Angola recebeu com agrado a Carta Encíclica “Fratelli tutti” do Papa Francisco, e mesas redondas serão realizadas para aprofundar o documento.

Anastácio Sasembele – Luanda, Angola

Apresentada a 4 de outubro, dia de São Francisco de Assis, a Carta Encíclica “Fratelli tutti” do Papa Francisco indica a fraternidade e a amizade social para construir um mundo melhor, pacífico e com mais justiça. O documento é composta por 8 capítulos e 287 itens.

Oiça aqui a reportagem e partilhe

A Comunidade Cristã em Angola recebeu com agrado a Carta Encíclica “Fratelli tutti”. Numa série de reportagens que vamos desenvolver em relação ao documento, propomos hoje apresentar a reflexão do Padre Celestino Epalanga, missionário jesuíta e Secretario Executivo da Comissão de Justiça e Paz da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé.

Um convite ao diálogo generoso

Para o sacerdote a Encíclica é um convite ao diálogo generoso a ser acolhido por todas as pessoas, como possibilidade para encontrar novos itinerários, a partir das indicações do Santo Padre para investimentos na dimensão universal da doutrina do amor e na melhor política fundamentada na caridade social e na solidariedade.

Voz profética do Papa Francisco

O missionário jesuíta ao serviço da CEAST enaltece, por outro lado, a coragem do Papa Francisco que, com sua voz profética, aponta para o esvaziamento das palavras que consolidaram o ideário de um mundo moderno, consubstanciado na liberdade, justiça, democracia e unidade.

Sistema económico actual aprofunda desigualdades sociais

No documento o Santo Padre também adverte a respeito do actual sistema económico: “não gera vida, ao contrário disso, aprofunda desigualdades sociais”, diz um trecho da Encíclica.

O Secretario Executivo da Comissão de Justiça e Paz da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé diz que o cristão é hoje chamado a amar, independentemente das suas convicções religiosas.

A Comunidade Cristã em Angola recebeu com agrado a Carta Encíclica “Fratelli tutti” do Papa Francisco, mesas redondas serão realizadas nos próximos dias pela Comissão de Justiça e Paz da CEAST para aprofundar o documento.

23 outubro 2020, 10:54