Busca

Vatican News
D. João Carlos Hatoa Nunes, Bispo de Chimoio, em Moçambique D. João Carlos Hatoa Nunes, Bispo de Chimoio, em Moçambique 

Moçambique. Covid-19: Bispos aplaudem desconfinamento gradual no País

A Conferência Episcopal de Moçambique (CEM), através do seu porta-voz, D. João Carlos, aprecia favoravelmente a decisão da prorrogação do Estado de Emergência, já pelo quarto mês consecutivo, e o desconfinamento progressivo, pois há no país uma tendência crescente de casos positivos da Covid-19.

Hermínio José – Maputo, Moçambique

O Presidente da República, Filipe Nyusi, proferiu domingo findo (28) uma comunicação à Nação face à pandemia da Covid-19, cujo surto levou ao estabelecimento do Estado de Emergência no País. O estadista moçambicano, na sua comunicação, anunciou a prorrogação do Estado de Emergência, por mais 30 dias, porém, algumas medidas foram aliviadas.

Medida de desconfinamento gradual é plausível

O Presidente Nyusi anunciou o alívio de algumas medidas, como, a retoma gradual das aulas, a reabertura de empresas públicas e privadas, entre outras. E para o Bispo D. João Carlos, a medida de desconfinamento gradual é plausível, e vai evitar que a economia do País colapse.

Interdição de cultos penosa mas prudente: D. João Carlos

Com efeito, continua ainda a interdição da realização de cultos religiosos no País, facto pelo qual o porta-voz dos Bispos considera penosa a decisão, para a Igreja. Porém, há uma esperança, afirma D. João Carlos, pois o Chefe de Estado referiu que em coordenação com as confissões religiosas avaliará progressivamente a possibilidade de reabertura das igrejas.

Porta-voz da Conferência Episcopal de Moçambique (CEM), D. João Carlos, falando ao Vatican News, em torno da prorrogação do Estado de Emergência e o desconfinamento gardual no País, na sequência da pandemia da COVID-19.

País regista transmissão comunitária da COVID-19

De referir que Moçambique está perto de 1000 casos positivos de Covid-19, pouco mais de duzentos recuperados, alguns internados e 6 óbitos. O País já transitou para fase de transmissão comunitária da doença, facto que preocupa as autoridades sanitárias.

Oiça aqui a reportagem e partilhe

 

30 junho 2020, 08:14