Busca

Vatican News
Crise alimentar e de recursos hídricos na região do Sahel Crise alimentar e de recursos hídricos na região do Sahel  (AFP or licensors)

Senegal. Caritas preocupada com a crise alimentar na região do Sahel

Mais de 7 milhões de pessoas estão em crise alimentar no Sahel, segundo dados divulgados pela Caritas-Senegal, no final da sua 56ª Assembleia plenária.

Cidade do Vaticano

A 56ª Assembleia Plenária da Caritas-Senegal, reunindo todas as delegações das 7 dioceses do país, teve lugar de 8 a 9 de fevereiro de 2020, na diocese de Ziguinchor. Este encontro ocorreu num contexto sub-regional caracterizado pela deterioração da situação de segurança e a expansão da insegurança alimentar, em particular na região do Sahel, que afectam mais de 7 milhões de pessoas.

A crise na região do Sahel

Estes números, fruto destes dois dias de trabalhos, foram confirmados pelo presidente da Cáritas do Senegal, D. Jean Pierre Bassene, Bispo de Kolda e Administrador apostólico de Tambacounda. O prelado observou que "a crise alimentar na região do Sahel deve ser colocada num contexto de vulnerabilidade complexa, que expõe as comunidades a outros riscos relacionados com a propagação da epidemia de coronavírus e ao ressurgimento da epidemia do vírus Ebola na região dos Grandes Lagos”.

Para uma boa gestão dos recursos hídricos

É nesta perspectiva que, procurando remediar esta situação, a questão da correcta gestão dos recursos hídricos foi colocada entre os temas centrais dos trabalhos da Assembleia. O desenvolvimento deste tema trouxe à luz os temores que sucita a exploração do lençol freático por parte de hotéis, indústrias e as residências da zona. A criação de uma força policial da água para evitar as perfurações sem prévias autorizações foi notavelmente uma das soluções propostas para se chegar a uma gestão eficiente dos recursos hídricos do país.

Caritas-Senegal e a sua missão

A Caritas-Senegal está activamente envolvida em programas e projetos relacionados com a gestão de riscos e desastres, na luta pelo desenvolvimento humano através do acesso à água e o saneamento. Ela trabalha também no reforço das capacidades de produção e transformação, a gestão do fenómeno migratório e a defesa pelo respeito dos direitos humanos. Herdeira do “Secours Catholique”, a Caritas-Senegal foi criada depois da independência do país em 1966. A próxima Assembléia Plenária terá lugar em Dakar em fevereiro de 2021.

15 fevereiro 2020, 11:28