Busca

Vatican News
Conferência em Maputo (Moçambique) para proteger pessoas com albinismo Conferência em Maputo (Moçambique) para proteger pessoas com albinismo 

Moçambique: Proteção a pessoas com albinismo junta PALOPs em Maputo

A Capital moçambicana acolheu de 27 a 29 de novembro a Conferência Internacional e Capacitação sobre o Albinismo ao nível dos PALOPs (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa).

Hermínio José – Maputo, Moçambique

O evento organizado pela UNESCO em parceria com o Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, tinha em vista facilitar a junção de iniciativas, aumentar a capacidade e criar redes entre os principais grupos das partes interessadas em albinismo e proteção à pessoa com albinismo.

Oiça aqui a reportagem e partilhe

Os participantes na Conferência afirmam que o encontro foi muito produtivo, porém condenam a tendência de ataques, perseguição e raptos a pessoas com albinismo em Moçambique.

Abandonar crenças que atentam a pessoas com albinismo

Por seu turno, o Director de Recursos Humanos e Cidadania no Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, Albashir Macassare, afirma que a questão de albinismo é complexa, entre preconceitos e crenças que incitam à estigmatização e discriminação.

Sensibilizar comunidades contra perseguição ao albinismo

Albashir Macassare em entrevista ao Vatican News disse que deve continuar a sensibilização das comunidades com vista a se parar com a descriminação, perseguição ao albinismo, porque toda a sociedade deve proteger a pessoa com albinismo.

De referir que na Conferência Internacional e Capacitação sobre Albinismo os participantes obtiveram conhecimentos sobre as necessidades específicas de proteção a pessoas com albinismo, direitos humanos concedidos a esta camada social estabelecidos por convênios e convenções internacionais. 

01 dezembro 2019, 13:03