Busca

Vatican News
2019.11.26 Morna, genero musicale capoverdiano, Patrimonio Immateriale dell'Umanità, UNESCO, 2019 Morna, género musical cabo-verdiano, classificado pela UNESCO como Património Immateriale dell'Umanità 

Morna - Todos de parabéns, todos com mais responsabilidades

A classificação da Morna como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO, constitui um grande momento para Cabo Verde, mas também uma grande responsabilidade em relação à sua promoção. É agora que começa o grande trabalho - afirmou em entrevista à Rádio Vaticano, o poeta, escitor e editor cabo-verdiano Filinto Elísio Correia e Silva.

Dulce Araújo - Cidade do Vaticano 

Com o reconhecimento da Morna a Património Imaterial da Humanidade, é a cabo-verdianidade que é reconhecida, diz Filinto Elísio. Ao sublinhar a imensa responsabilidade que isto comporta para todos os cabo-verdianos perante o mundo, este intelectual cabo-verdiano vai mais longe e aponta outros elementos da cultura cabo-verdiana que poderão ser candidatados a Património Material ou Imaterial da Humanidade, como a língua crioula, “Chã das Caldeiras” (na ilha vulcânica do Fogo), a famosa Prisão colonial do “Tarrafal”, etc. E a propósito da língua crioula realça mesmo o papel da Igreja na sua valorização; uma valorização que passa também, como se costuma dizer, pelo uso dessa língua na escrita especialmente literária, um aspecto para o qual Filinto tem procurado, através da “Rosa de Porcelana Editora”, dar um pequeno contributo.

Saiba mais, ouvindo aqui as suas palavras 

Saiba mais ouvindo aqui as suas palavras
26 novembro 2019, 16:39