Busca

Vatican News
D. Manuel A. Mendes dos Santos, bispo de São Tomé e Príncipe D. Manuel A. Mendes dos Santos, bispo de São Tomé e Príncipe 

São Tomé e Príncipe. Bispo: “A Semana Social superou as expectativas preconizadas”

A Semana Social que decorreu em São Tomé e Príncipe superou as expectativas, a garantia é de Dom Manuel António Mendes dos Santos, bispo da diocese e responsável pela realização da actividade em parceria com o Grupo Mosaico o “Instituto para cidadania”.

Melba de Ceita – Rádio Jubilar, São Tomé e Príncipe

O evento teve a duração de dois dias e contou com a participação dos representantes das paróquias, representantes do governo e das ONGs com finalidade de proporcionar diálogo entre a população e Governo.

Oiça aqui a reportagem e partilhe

O tema abordado foi o Desenvolvimento Sustentável, cujos subtemas foram de encontro com a realidade santomense, onde cada participante teve a oportunidade de colocar as suas questões e acabar com as dúvidas.

Encontro superou as expectativas

E o Bispo Dom Manuel António Mendes dos Santos fazendo um balanço já no fim do encontro garantiu que esta actividade superou as expectativas preconizadas.

O Director Geral do Mosaico, Frei Julho Candeeiro, da Ordem dos Pregadores mais conhecida por Dominicanos, ao fazer a comparação entre as outras edições já realizadas, garantiu que esta foi satisfatória em, contudo, deixar de chamar a atenção dos santomenses para não caírem na petro-dependência.

Reportagem de Frei Julho Candeeiro

Transparência  governamental  na gestão  dos recursos naturais (exploração de madeira e petróleo) é o tema que levou Frei  Julho Candeeiro a chamar  atenção dos santomenses durante a entrevista concedida à Rádio Jubilar para fazer o balanço da semana social que estava a decorrer.

Boa gestão dos recursos naturais

O alerta foi feito com base nas receitas arrecadadas através do petróleo. Frei  Julho Candeeiro ao dar tal recomendação tomou como exemplo o seu próprio país.

A Igreja Católica tem tido pouca abertura no país por parte do Governo apesar disso o Frei  Julho Candeeiro é de opinião que a Igreja deve  fazer o seu papel.

29 novembro 2019, 16:32