Cerca

Vatican News
Moçambique celebrou a 4 de outubro último os 27 anos anos do Acordo de Paz Moçambique celebrou a 4 de outubro último os 27 anos anos do Acordo de Paz 

Moçambique: 27 anos do Acordo de Paz sob violência no norte do País

Moçambique assinalou, sexta-feira finda, 4 de outubro, os 27 anos da Assinatura dos Acordos de Paz, em Roma, entre o Governo e a Renamo, a maior força política da Oposição no País.

Hermínio José – Maputo, Moçambique

Os 27 anos dos Acordos de Roma são recordados numa altura em que Moçambique vive uma aspiral de violência na Região Norte, concretamente em algumas comunidades da Província de Cabo Delgado.

Oiça aqui a reportagem e partilhe

Entretanto, ecoam por todos os cantos do País, palavras de paz, harmonia e reconciliação em Moçambique. Da Comunidade Sant’ Egidio, o Padre Giorgio Ferreti diz que a paz é o bem mais precioso que um povo pode ter.

Retoma da confiança no espírito das conversações de Roma

Para o académico Brazão Mazula, antigo Reitor da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), 27 anos depois, Moçambique está num momento de retoma da confiança no espírito das conversações de Roma.

 A Paz, não se resume apenas no calar das armas!

“A Paz, não se resume apenas no calar das armas. Há muitos problemas em Moçambique que nos levam a crer que não temos a verdadeira paz neste País. Voltámos para uma situação de guerra. Vivemos tempos de uma paz emprestada”, referem os nossos entrevistados inerpelados nas ruas da capital moçambicana.

Acordo de Paz: 27 anos depois

Eram reações à volta da paz, cuja assinatura, 27 anos depois, foi recordada na passada sexta-feira, 4 de outubro. Foi em 1992 que sob a mediação da Igreja Católica, o Governo e a Renamo, assinaram no dia 4 de outubro, o Acordo de Paz, o qual pôs fim a uma guerra fraticida de 17 anos no País.

09 outubro 2019, 15:26