Cerca

Vatican News
Clero de Angola e São Tomé e Príncipe está reunido em Congresso Clero de Angola e São Tomé e Príncipe está reunido em Congresso 

1º Congresso Nacional do Clero da CEAST em curso Luanda

Está a decorrer desde o dia 15 de Agosto em Luanda o Iº Congresso Nacional do Clero, sob o lema “sacerdote, homem de Deus junto do povo”. Mais 500 padres delegados de todas as Dioceses e Arquidioceses da CEAST, Conferência Episcopal de Angola e São Tomé, estão a reflectir em torno dos principais desafios que se colocam ao sacerdote na actualidade.

Anastácio Sasembele - Luanda

A auto-sustentabilidade do sacerdote da Igreja Católica em Angola e o seu cuidado na doença e na idade avançada vão ser as grandes problemáticas a serem discutidas, a partir de quinta–feira (15/08) até domingo (18/08), em Viana (Luanda), durante o I Congresso Nacional do Clero.

Em quatro dias, os bispos e mais de 500 padres, dos quais 340 envolvidos directamente nas conferências do congresso promovido pela Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), vão igualmente abordar a relação do padre com o bispo diocesano, com os leigos na paróquia e com as congregações religiosas, assim como a comunhão fraterna no sacerdócio.

Dom Benedito Roberto, Presidente da Comissão Episcopal para o Clero da CEAST disse que a escolha do lema “Sacerdote, Homem de Deus, Junto do Povo”, deveu - se ao facto de ter muito a ver com a necessidade de os padres nacionais abordarem, de forma aturada, a sua própria situação.

O prelado explicou igualmente que o congresso é uma oportunidade de agradecimento a Deus pelo dom do sacerdócio ministerial que concedeu a Angola.

O evento começou a ser preparado há um ano, com a realização de mini-congressos em cada uma das dioceses da CEAST, com a envolvência de mais de mil sacerdotes.

Os prelectores do exterior como Brasil, Cabo Verde, Kenya, Tanzânia, Portugal e o representante da IMBISA já se encontram em Luanda e Dom Dionísio Hisilinapo, bispo da diocese do Namibe realçou que estes conferencistas vão ajudar o clero angolano nas reflexões sobre a vida sacerdotal.

A Igreja angolana está em constante movimento e o número de padres estrangeiros superava o de sacerdotes nacionais, mas, hoje, o quadro é bastante animador realçam os fiéis de diferentes dioceses que saúdam a realização do I Congresso Nacional do Clero.

Oiça
16 agosto 2019, 11:39