Busca

Vatican News
2019.07.05 Livros sobre Aristides Pereira Os livros "Meu Testemunho..." de Aristides Pereria e " Aristides Pereira, minha vida, nossa história" de José V. Lopes 

Foi uma sorte C. Verde ter um Presidente como Aristides Pereira

“Foi uma sorte Cabo Verde ter tido um Chefe de Estado, após a independência, como Aristides Pereira”. A afirmação é do jornalista José Vicente Lopes, autor do livro-memória “Aristides Pereira, minha vida, nossa história”. Vindo a Roma para uma homenagem a Aristides Pereira, José Vicente Lopes ilustrou, em entrevista à Rádio Vaticano, os bastidores desta obra e a imagem com que ficou desse governante cabo-verdiano.

Dulce Araujo - Rádio Vaticano 

Cabo Verde celebra neste dia 5 de Julho, 44 anos de independência. Quando se libertou do jugo colonial português, em 1975, era, segundo muitos observadores internacionais, um país inviável devido à extrema pobreza, seca, escassez de recursos materiais em que se encontrava.

Mas hoje, comemora a independência de cara  levantada pelos progressos sociais, económicos, políticos e culturais feitos nestas quatro décadas. Isto fica-se a dever também à classe política que teve imediatamente, com destaque para o Presidente Aristides Pereira - frisa o jornalista cabo-verdiano, José Vicente Lopes, autor de vários livros  sobre o percurso de Cabo Verde desde a luta de libertação, ao período pós independência. Um desses livros é “Aristides Pereira, minha vida, nossa história”, livro-memória realizado com base em entrevista com aquele combatente pela liberdade da Pátria e primeiro Chefe de Estado da República de Cabo Verde.

Nascido na ilha da Boa Vista em 1923, Aristides Pereira faleceu em 2011. Tinha 88 anos de idade. Cabo-verdiano, lutou pela libertação da Guiné-Bissau e de Cabo Verde. Foi o braço direito de Amílcar Cabral, líder dessa luta.

Depois do assassinato de Amílcar em Conacri, a 20 de Janeiro de 1973, Aristides Pereira assumiu as rédeas do PAIGC (partido que levou os dois países à independência) e foi Presidente de Cabo Verde nos primeiros 15 anos de independência.

A associação “Filhos e Amigos da Boa Vista em Itália”  homenageou, no  dia 29 de Junho de 2019, em Roma, este seu ilustre conterrâneo. E para a ocasião quis ter a presença de José Vicente Lopes.

A Rádio Vaticano, aproveitou para pedir a este jornalista que ilustrasse os bastidores da realização do livro “Aristides Pereira, minha vida, nossa história”. 

Oiça

José Vicente Lopes, jornalista que muito tem trabalhado na fixação da história presente de Cabo Verde em livros, unindo a história oral à história documental. É nesta linha que se inscreve a realização do livro “Aristides Pereira, minha vida, nossa história”, um contributo para a História de Cabo Verde, que hoje celebra 44 anos de independência.

05 julho 2019, 16:32