Cerca

Vatican News
União Africana de Radiodifusão - Logotipo União Africana de Radiodifusão - Logotipo 

Próxima Assemblea da UAR no Botswana em 2019

Caiu o pano sobre a 12ª Assembleia da UAR-AUB, União Africana de Radiodifusão. A próxima será daqui a um ano no Botswana, para continuar a analisar os progressos na passagem do analógico ao digital e os desafios conexos a este processo.

Dulce Araujo - Marrakech

Foi por uma visita ao Museu da Água, ao Jardim Menara de Oliveiras e à Mesquita Kutubiyya, símbolo da bela cidade de Marrakech, que se concluiu neste dia 29 de Março, a 12ª Assembleia Geral da UAR-AUB. Para trás ficam quatro dias de trabalho intenso em que os participantes manifestaram a sua satisfação pela forma como a actual direcção da UAR-AUB está a levar a cabo a sua missão. Com efeito, foi renovado o mandato do Director Geral, Gregoire Ndjaka e toda a sua equipa, para mais um período de quatro anos a partir de Janeiro 2020.

Algumas conquistas

De entre as várias conquistas positivas desta Direcção, estão o reforço das relações com os membros, cursos de formação; o lançamento da AUB-vision (plataforma de troca de conteúdos entre os associados), o festival  musical “AUB Safari Show”, que visa criar sinergia entre os diferentes canais de televisão e premiar os melhores artistas dos países membros; as negociações no ambito dos direitos desportivos, sector em que o caminho a andar no que toca à CAN é ainda longo, mas a UAR-AUB deu passos concretos no que toca ao Beach Soccer e à cerimónia da Bola de Ouro 2018.

Oiça aqui a reportagem:

São todos eles domínios que vão de encontro aos temas tratados seja no forum sobre a regulamentação de tudo o que diz respeito à passagem do analógico ao digital, seja sobre o simpósio acerca dos novos media e o desenvolvimento da África.

Complementaridade entre velhos e novos medias

A urgência de uma nova regulamentação que abranja os aspectos técnicos e os conteúdos foi amplamente sublinhada, assim como também a necessidade de não fugir dos novos media, mas de optar pela via da complementaridade entre eles e os media tradicionais. Estes, mais rigorosos na elaboração de conteúdos, podem servir de exemplo no sentido de evitar fake news e outras mazelas dos novos media – frisou a jovem jornalista nigeriana, Adetola Kayode que trabalha com sucesso neste âmbito. O simpósio foi coordenado pelo experiente jornalista camarunês, Emmanuel Wongibé, que não obstante as dificuldades como a falta de acesso à internet e o analfabetismo, quis injectar optimismo nos participantes, e os trabalhos de jovens mostrados no simpósio iam nesta linha: foi o caso, por ex., de Steven Kapoloma, do Malawi, que lançou, com sucesso,  um programa para levar pessoas a pagar impostos.

Vontade política

O desafio no conjunto é grande, mas há uma certa vontade politica de mobilizar esforços para o enfrentar. A presença de alguns Ministros da Comunicação (Angola, Marrocos, Niger) ou dos seus representantes é prova disso. E a Presidente da UAR-UAB, Keitirele Mathapi,  conta com uma sensibilidade cada vez mais forte dos Estados Africanos para atingir os objectivos desta organização panafricana de comunicação. 

Mensagem do Prefeito, Paolo Ruffini

Os participantes no encontro saíram, portanto, determinados a continuar a caminhada em direcção a uma nova forma de comunicação que  sirva para veicular a cultura e os valores da África e não seja apenas um trampolim para as grandes empresas de comunicação invadirem o mercado continental – como aliás frisou o Prefeito do Dicastério do Vaticano para a Comunicação na sua mensagem à Assembleia. Citando algumas mensagens do Papa para o Dia Mundial da Comunicação, Paolo Rufini sublinha que a verdadeira comunicação se realiza na realidade e que isto requer pôr-se à escuta e abrir-se ao dialogo porque o diálogo revela a verdade e a verdade se nutre do dialogo. A Igreja recomenda, portanto o dialogo e qualifica os jornalistas de “procuradores da verdade” que não devem contentar-se da aparencia, dos estereotipos, de respostas fáceis, de bodes espiatórios ou daqueles que fingem ser salvadores da Pátria.

13ª Assembleia Geral em 2020 no Botswana

Luzes que deverão iluminar o caminho da comunicação em África, caminho que a UAR-UAB vai continuar a trilhar e cujo momento de avaliação e balanço de mais uma etapa será na 13ª Assembleia Geral a ter lugar daqui a um ano no Botswana, país da actual Presidente Keitirele Mathapi.

30 março 2019, 16:58